Atletiba #350: personagens e projeções

Personagem 1: Marcelo Oliveira

Retranqueiro, conservador, covarde. Guarde qualquer qualificação pejorativa que você tenha do técnico do Coritiba para uma próxima vez. Marcelo Oliveira acertou em cheio no clássico 350 e conquistou a vaga na decisão. Se o fez porque o Atlético teve um homem a menos (assunto tratado logo abaixo), não importa: o Coritiba que entrou em campo mandado por Oliveira conduziu a partida ao longo do 90″, a ponto de não passar um susto sequer.

Tomou dois gols, um em bola parada, outro em falha de marcação, mas sempre esteve a frente do placar. Abafou a reação de um valente Atlético sem dar muitas chances: mal cedeu o empate e já voltou a fazer 3-2. E acertou em cheio em todas as decisões: matou (e irritou) Guerrón com a entrada de Lucas Mendes, deu velocidade ao time com a opção por Éverton Ribeiro no início, sem Lincoln, e quando colocou o experiente meia, foi premiado com um gol (passe de Lucas Mendes). Pra fechar, ainda viu o xodó pessoal Renan Oliveira fechar o placar.

O Atletiba 350 foi de Marcelo Oliveira, não tenho dúvidas.

Personagem 2: Guerrón

Guerrón é daqueles personagens que o futebol produz e que ajudam a construir ricas histórias. Ele consegue ser herói e vilão, consegue dividir a torcida atleticana e deixar sempre um quê de dúvida sobre seu comportamento imprevisível. Ontem, Guerrón pisou na bola e ajudou a afundar o Atlético no 350. A expulsão depois de uma clara agressão ao zagueiro Lucas Mendes, quando o Furacão estava no campo de ataque, deixou o time com um a menos. A imagem abaixo não deixa dúvidas: Guerrón chutou Mendes.

No lance corrido (estará mais abaixo) percebe-se que Guerrón e Lucas Mendes vem se empurrando ao longo da disputa. Aí o equatoriano perde a cabeça e chuta o zagueiro alviverde. Com um a menos, o Atlético até foi brioso e buscou dois empates, mas também permitiu espaços que possibilitaram ao Coritiba matar o jogo.

Guerrón é o bandido do 350.

Personagens 3: Trio de arbitragem

Das reclamações sobre o trio de arbitragem – em especial feitas pela torcida atleticana – uma procede com absoluta certeza: Lincoln estava impedido no lance do segundo gol do Coxa:

A imagem acima não deixa dúvidas e está no melhor ângulo, paralelo a linha da grande área. Recebi outra imagem, em ângulo inverso, que dá a impressão de que a perna de Manoel daria condições a Lincoln; mas ela está na transversal, supondo uma diagonal, o que não permite que se enxergue bem a linha de impedimento. Nota-se na imagem acima que o auxiliar está ligeiramente encoberto por outros dois jogadores, que também estão na jogada.

A reclamação em cima do lance do primeiro gol do Coritiba, de que Anderson Aquino estaria impedido no lançamento, vai ficar para as eternas discussões de boteco sobre o Atletiba 350. Olhando em várias imagens, de várias emissoras, é impossível afirmar categoricamente que Aquino estava impedido no lançamento. Nenhuma imagem mostra a linha entre ataque e defesa no momento do passe. Como a distância é muito grande entre a origem e o fim da jogada, não há como matar a dúvida.

E aqui faço uma defesa a todos os colegas de imprensa, que devem ter recebido N e-mails sobre “porque não mostraram o lance?” e etc., assunto recorrente pela manhã no Twitter: sem teoria da conspiração, estou certo que nenhuma emissora tem o lance esclarecedor. Aquino está muito à frente? Está. Mas ele pode ter partido de antes do meio campo, quando não há impedimento, bem como Manoel pode ter parado no lance e pedido impedimento. Nessa, vai ser difícil chegar a alguma conclusão.

O vídeo abaixo tem os lances da partida sem caracteres visuais e com todos os gols. Vale para ilustração.

Projeção:

Serão dois grandes jogos na decisão do Paranaense 2012. A derrota do Atlético no 350 não terá peso extra na decisão, a não ser o conhecido: o fato do Coritiba jogar a finalíssima no Couto Pereira o que, como se viu ontem (e nos últimos 4 anos) tem sido diferencial nos clássicos.

As equipes partem com tudo zerado. Não há favorito para o título antes do primeiro jogo. Que, aliás, creio que pode decidir o campeonato. Desta vez o Coxa pode ir como franco-atirador, já que poderá ter a revanche em seu abrigo; já o Atlético tem que procurar fazer o placar sob seu mando e jogar a responsabilidade pro lado oposto.

Não há vantagem no saldo de gols: se um time vencer por 5-0 e perder por 0-1, pênaltis; não há vantagem também no empate. Há uma ligeira vantagem para o Atlético no primeiro jogo, por jogar em seu mando (possivelmente na Vila Capanema) e ver o Coxa encarar uma viagem até Belém na quinta-feira anterior. Vantagem essa que volta ao Coritiba no domingo seguinte, pois aí é o Furacão que vai até Minas Gerais fazer a sua rodada de volta pela Copa do Brasil.

Pela quantidade de críticas que a arbitragem paranaense sofreu ao longo desse campeonato, acho que é uma boa idéia fazer as finais com árbitros de fora. Nenhum árbitro local tem condições de apitar os dois jogos sem estar pressionado. Não se trata de suspeita, mas sim de uma necessidade latente: a arbitragem paranaense está num nível terrível. Heber Roberto Lopes, o melhor, já está mais que desgastado em Atletibas; Evandro Rogério Romam é hoje mais secretário de Estado que juiz de futebol; e os demais não inspiram confiança.

Mas isso é assunto pra um post futuro, analisando prós e contras dessa medida.

9 comentários sobre “Atletiba #350: personagens e projeções

  1. Essa choradeira atleticana já esgotou a paciência. Se no próximo jogo vir um árbitro de fora do estado eles vão querer outro de fora do país. Aceitem a derrota: honrem o seu clube e parem de chorar.

    Pronto, falei!

    Curtir

  2. Esse esquema é mesmo o melhor pro Coxa, o 4-2-3-1, quanto os 3 meias estão em boa fase. Pode ser Rafinha, Lincoln e Everton ou o Roberto no lugar do Lincoln e outro atacante na frente (Aquino não dá).
    O Djair é bem melhor tecnicamente que o Urso, mas parece que o Oliveira não confia muito na marcação dele. Lucas Mendes tem que ficar, pra dar mais segurança a defesa tanto no chão quanto nas bolas altas.

    Curtir

  3. parabens Napoleão por focar no fato de o Guerron ter sido agredido antes de chutar o L Mendes. A meu ver o maior erro da arbitragem foi este. O lance do impedimento é dificil de se marcar, porém se o L Mendes tivesse sido expulso junto ao Guerron o resltado final poderia, digo poderia, ser outro!

    Curtir

  4. Não, não e não, o Lucas Medes não estava agredindo o Guerron na jogada, eles estavam disputando espaço, muito diferente, já o equatoriano mostrou mais do mesmo, joga muito quando pega time fraco sem ninguém para marcá-lo, quando apertam, ele não aguenta, ou não joga nada ou apronta isso aí. Já as reclamações, ah essas reclamações, virou rotina depois de atleTIBA, perdem e transferem a responsabilidade apar os homens do apito.

    Curtir

  5. Acho que estes coxas-brancas estão certo mesmo.O Atlético Paranaense deve parar de reclamar da arbitragem.Como diria aquele cronista famoso falecido ” O video-tape é burro”.Por mais que as imagens mostrem que os juizes e bandeirinhas paranaenses só erram a favor do coxa,nunca a favor dos outros times,devemos aceitar e ficar quietos.
    Vamos deixar os arbitros paranaenses roubarem para o Coxa a vontade sem importuná-los.Sorte a do CAP que não foi um trio paranaense que apitou o ultimo Atletiba do brasileiro do ano passado.Senão teriamos que ver este ano o Coxa ser eliminado na primeira fase da Libertadores pela terceira vez.

    Curtir

  6. Napoleão, boa tarde.

    Estou convencido que existe uma imagem da posição do Anderson Aquino no primeiro gol do Coritiba.
    Se ele partiu do meio campo, é só pegar a camera do meio campo, se ele partiu um pouco a frente do meio campo, pega a camera que estaria mais proxima, a qual mostra um impedido do Liguera no segundo tempo. Essas duas cameras sem duvidas esclareceriam o lance. Nao acredito em teoria da conspiração, mas essas fitas existem, sim.
    Outro ponto é que foi impressionante o que os arbitros tenderam ao Coritiba nesse Parananense. Erros e erros e mais erros a favor do Coritiba, ou estou enganado?

    Curtir

  7. O blog virou muro das lamentações atleticanas?

    Tirando essa foto mostrada pelo Pedro, tem mais uma que mostra o Lincoln em posição legal.

    Erros de arbitragem são coisas do esporte.

    O choro é válido.

    Não esqueçam que tem mais dois jogos. atleTIBA pra vocês, só ano que vem.

    Curtir

  8. Isso não são lamentações como disse o indivíduo aí de cima .
    Os Atletibas sempre foram apitados com muitos erros , não tiro nenhum merecimento do coritiba ,mas o time está ficando muito medíocre já , o paranaense teve varios jogos roubados para o coxa , não tiveram dó nem do Londrina que tanto merecia ter ganhado . O coritiba está acostumado ja com isso , e ainda acham bonito !
    Tem muita pena desse time!

    Curtir

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s