Perto da Copa, Messi ganha estátua na Argentina

Messi imortalizado na expectativa do título mundial

A imagem acima, do canal TyC Sports da Argentina, mostra uma das três estátuas inauguradas nesta quinta, 05/06, em Buenos Aires na Argentina. Messi, o principal nome da atual seleção vizinha, mesmo sem ainda ter confirmado um grande feito com a camisa alviceleste e tampouco ter marcado época em algum clube local – começou no Newell’s, mas saiu cedo para brilhar no Barcelona – já garantiu sua imortalidade nas ruas do bairro Recoleta, como parte da empolgação dos hermanos para a Copa.

As obras são do artista plástico argentino Fernando Pugliese e ganharam apoio do governo local. Além de Messi, foram imortalizados Gabriel Batistuta, atacante que brilhou nos anos 80 e 90, e, claro, Diego Maradona.

Leia também:

Em Dublin, vai ter Copa e vai ter copo
C
ruyff dispara: não será uma grande Copa
O
 Fantasma de 1950 também assombra o Uruguai

Liga Europa: começa a fase de grupos!

Começa nessa quinta-feira a fase de grupos da Liga Europa, a segunda principal competição de clubes da Europa (quiçá do Mundo). O Terra transmite 24 jogos ao vivo – eu estarei em duas partidas, ao lado do comentarista Ary Pereira Jr.: Fenerbahçe da Turquia contra Olympique Marseille da França, às 14h e, logo a seguir, 16h, Bayer Leverkusen da Alemanha contra Metalist da Ucrânia. São muitos os brasileiros nos jogos, que prometem ser movimentados. Vamos às principais informações:

Liga Europa

Será a 41a edição da Liga Europa, originária da Taça dos Clubes das Cidades com Feiras, mãe também da UEFA Champions League. O primeiro campeão, em 1971, foi o Tottenham, da Inglaterra, que disputa essa edição no grupo J; o atual campeão é o Atlético de Madrid, que está nessa edição, no Grupo B.

A Liga Europa reune o segundo escalão de clubes europeus – algo similar à Copa Sulamericana. No entanto, há uma integração constante com a Champions League – é possível que um time dispute a fase eliminatória da Liga, classifique-se à Champions e, eliminado lá, volte a Liga – até para ser campeão. A competição reune 193 times – a maior goleada até aqui foi no jogo PSV Eindhoven 9-0 Zeta, de Montenegro.. São 48 equipes nessa fase com 12 grupos com 4 times, dos quais 24 se classificam.

Na próxima fase 8 melhores terceiros colocados da Champions League se juntam aos 24 da Liga, formando série eliminatória com 16 jogos, em ida e volta, até a final, em jogo único, nessa temporada a ser disputado em Amsterdã, na Holanda.

14h – Fenerbahçe x Olympique de Marseille – Estádio Şükrü Saracoğlu, Istambul, Turquia

Duelo entre duas equipes candidatas às vagas no Grupo C – que ainda tem Borussia Monchengladbach da Alemanha e Limassol do Chipre – que tem três brasileiros nos elencos: Alex (ex-Coritiba, Palmeiras e Cruzeiro) e Cristian (ex-Atlético e Corinthians) pelo Fenerbahçe e Lucas Mendes (ex-Coritiba) pelo Olympique.

Os dois primeiros devem ser titulares. Alex chegou a ser barrado pelo técnico Aykut Kocaman na fase de classificação da Champions League. O Fener acabou eliminado pelo Spartak Moscow na única derrota dos turcos no ano. Alex é o segundo maior artilheiro da história do clube, com 136 gols em 234 jogos – e seis títulos em 8 anos na Turquia. Aykut é o primeiro, com 150 gols em 210 jogos – o que seria o motivo do afastamento. Cristian tem sido banco no campeonato turco, no qual o Fener é o 4o colocado. No entanto, entrou no último jogo e garantiu a vitória aos 44 do 2o tempo contra o Mersin, por 2-1. Outro destaque é o holandês Dirk Kuyt, ex-Liverpool, que marcou 3 dos 7 gols do time nas fases eliminatórias da Liga. Na temporada (que é iniciada em agosto), o Fener fez 8 jogos, com 3 vitórias, 4 empates e 1 derrota.

Será a 21a Liga Europa do clube fundado em 1907, que nunca chegou à final. No entanto, seu estádio, cujo nome (pronuncia-se Xu-cru Sara-tcholo) homenageia um presidente do clube, recebeu a decisão na temporada 2008/09, quando o Shaktar Donetsk da Ucrânia bateu o Werder Bremen por 2-1 e ficou com a taça.

No Olympique, Lucas Mendes está fora, recuperando-se fisicamente. Ele é o único brasileiro do time que tem como destaque os irmãos ganeses Jordan e André Ayew, ambos da seleção de Gana e filhos do ídolo do OM Abedi Pelé, campeão europeu em 92/93. O time francês, fundado em 1899, chegou à duas decisões de Liga Europa. Esta será a 12a participação. Em 1999, perdeu para o Parma, da Itália; em 2004 nova derrota, desta vez para o Valência, da Espanha. O Marselha ainda é vice uma vez da Champions League – mas na UCL comemorou uma taça, em 1993, ao bater o Milan na decisão.

Nesta Liga Europa, o OM passou por duas eliminatórias. Na primeira, eliminou o Sheriff da Moldávia (2-1 fora e 0-0 em casa) e o também turco Eskişehirspor (1-1 fora e 3-0 em casa). O Olympique lidera o campeonato francês 2012/13 com 15 pontos em 5 jogos. Na temporada, iniciada em agosto, fez 9 jogos, vencendo 2 e empatando 1.

As duas equipes tem histórico de suspensão em ligas europeias. Em 1992/93, envolvido em um escândalo de compra de resultados no campeonato francês, o Olympique, então campeão europeu, foi rebaixado para a Série B francesa, perdeu o título francês e perdeu o direito de disputar a Champions do ano seguinte – mas manteve o título continental.. Já o Fenerbahçe viveu situação similar em 2011/12. Então campeão turco, foi acusado de manipulação de resultados e excluído pela UEFA da Champions League. No entanto, manteve a taça nacional.

16h05 – Bayer Leverkusen x Metalist – Estádio BayArena, Leverkusen

Fundado em 1904, o alemão Bayer 04 Leverkusen (o 04, assim como no Schalke, é o ano de fundação e se pronuncia ‘null vier’) ganhou destaque no Brasil após contratar o ex-atleticano Paulo Rink, que mais tarde defenderia a Seleção Alemã ao ser naturalizado. É o favorito à ganhar o Grupo K da Liga Europa, que ainda tem Rapid Viena da Austria, o Rosenborg da Noruega e o adversário da primeira rodada, o Metalist da Ucrânia. Se teve em Paulo Rink um grande destaque, hoje o Bayer tem Renato Augusto, ex-Flamengo, como o camisa 10 do time, além do zagueiro Carlinhos, de 18 anos, que “jogou” apenas no Desportivo Brasil, time que pertence ao Grupo Traffic. Do lado ucraniano, uma enxurrada de brasileiros. O Metalist conta com o zagueiro Fininho, que passou por Juventude, Sport e Corinthians, os meias Edmar (naturalizado ucraniano) ex-Paulista, Cleiton Xavier, ex-Palmeiras e Inter, Marlos, ex-Coritiba e São Paulo e os atacantes Taison, ex-Inter (que segue em sua missão de superar Messi) e Willian, ex-Atlético, Figueirense e Corinthians. Oito brasileiros neste jogo, ao todo.

Renato Augusto está se recuperando de lesão e participou apenas do final do jogo em que o Bayer perdeu para o Borussia Dortmund por 0-3 na terceira rodada do Alemão 2012/13. O time, 5o colocado no nacional da temporada passada, é apenas o 12o no momento. Na temporada atual foram 4 jogos, com 2 derrotas e 2 empates. O Leverkusen entrou direto na fase de grupos da Liga Europa. Será a 14a participação do Bayer no torneio. A melhor de todas foi em 1988, quando o time do brasileiro Tita, ex-Vasco, reverteu uma vantagem de 0-3 do Espanyol de Barcelona e levou a decisão para os pênaltis, consagrando-se campeão. O Bayer também tem no currículo um vice-campeonato da Champions League em 2002.

No elenco rubro-negro estão dois jovens talentos da Seleção Alemã: Lars Bender, de 23 anos e André Schurrle, de 21, ambos convocados no processo de renovação do time germânico após a Copa de 2010. Apenas um jogador, o goleiro David Yelldell, tem 30 anos ou mais; o restante fica abaixo. Até o técnico é jovem: Sascha Lewandowski tem apenas 40 anos.

O Metalist entra pela 7a vez na Liga Europa. O melhor resultado foi chegar às quartas de final no ano passado. O clube, uma vez campeão soviético e duas vezes campeão ucraniano, aposta no futebol sulamericano. Além dos seis brasileiros, conta com seis argentinos no elenco, que ainda tem jogadores da Sérvia e do Senegal. Entre os “hermanos”, o atacante Jonathan Cristaldo, campeão argentino pelo Vélez em 2009, é o que melhor tem dado resultado: marcou 5 gols em 10 jogos entre Liga Ucraniana e Europa, contando as fases eliminatórias. Willian marcou 2 gols na temporada e Taison apenas 1. No entanto o artilheiro da equipe é brasileiro: o meia Cleiton Xavier tem 6 gols.

Na Liga Ucraniana, o Metalist é o 4o colocado, 10 pontos atrás do líder Shaktar. Na temporada (de agosto até agora) foram 11 partidas, com 7 vitórias, 2 empates e 2 derrotas. Pra chegar a essa etapa da Liga Europa, o Metalist venceu o Dínamo Bucaresti da Romênia duas vezes: 2-0 em casa e 2-1 fora.

Transmissões

O Terra transmite todos dos 24 jogos da primeira rodada da Liga Europa. Alguns jogos não terão narrador e comentarista, com o som ambiente do estádio de fundo. A escala é essa:

14h

Fenerbahçe SK – Olympique de Marseille, com Napoleão de Almeida
Hapoel Tel-Aviv FC – Club Atlético de Madrid, com Marcelo do Ó (Terra, 105FM SP)
SSC Napoli – AIK, com Fabio Salomão (Terra, Rádio Futebol Interior)
Udinese Calcio – FC Anzhi Makhachkala, com Reinaldo Moreira (105FM SP)
FC Dnipro Dnipropetrovsk – PSV Eindhoven, com Hugo Botelho (BandSports, Esportes FM)

16h

Bayer 04 Leverkusen – FC Metalist Kharkiv, com Napoleão de Almeida
FC Internazionale Milano – FC Rubin Kazan, com Marcelo do Ó
Tottenham Hotspur FC – S.S. Lazio, com Hugo Botelho
Sporting Clube de Portugal – FC Basel 1893, com Reinaldo Moreira
Olympique Lyonnais – AC Sparta Praha, com Fabio Salomão

Sem narração:

BSC Young Boys – Liverpool FC
FC Viktoria Plzen – A. Académica de Coimbra
AEL Limassol FC – VfL Borussia Mönchengladbach
FC Girondins de Bordeaux – Club Brugge KV
FC København – Molde FK
CS Marítimo – Newcastle United FC
VfB Stuttgart – FC Steaua Bucuresti
KRC Genk – Videoton FC
FK Partizan – Neftçi PFK
Athletic Club – Hapoel Kiryat Shmona FC
NK Maribor – Panathinaikos FC
SK Rapid Wien – Rosenborg BK
Levante UD – Helsingborgs IF
FC Twente – Hannover 96

Os gols mais bonitos de 2011

Neymar venceu a eleição para o gol mais bonito de 2011, coisa que eu concordo. Ele superou Rooney e Messi na eleição da Fifa. Os gols você vê abaixo:

E no âmbito local?

O Jogo Aberto Paraná elegeu internamente os gols mais bonitos de 2011 e separou num Top 10 pra você conferir abaixo:

E você, concorda com as listas? Comente abaixo!

Feita para Brasil e Argentina. Especialmente Argentina.

Messi: a Copa América é pra ele; avisem o Neymar.

Rebaixamento do River Plate; crise financeira e política; dezoito anos sem ganhar título importante; o melhor jogador do Mundo tentando ser ídolo em casa. É… a Copa América 2011 foi feita para a Argentina. E para o Brasil ser o coadjuvante dela.

Dê uma olhada na tabela aqui. Note que, prevendo alguma dificuldade, os cruzamentos colocam até mesmo os segundos colocados dos Grupos A e B em chave distintas dos primeiros. Se Brasil ou Argentina tropeçarem no caminho, ainda assim, só se verão na decisão – salvo se um deles se classificar muito mal, como segundo ou terceiro melhor terceiro colocado no geral.

Eles querem a decisão conosco, no Monumental de Nuñez, casa cheia, brilho de Messi e título argentino. Do lado de cá, três grandes esperanças: Neymar, que realmente começa a trilhar a estrada de Pelé; Ganso, um craque acima da média (porque não um novo Zico?); e Lucas, outro cracasso, que poderia nos remeter a Rivellino. Não é um time qualquer, se Mano Menezes acertar a máquina.

E nós, paranaenses, temos ainda dois orgulhos: Adriano e Jadson. Eu vi os dois começarem na dupla Atletiba e viverem grandes momentos por aqui. Um é esse aqui de baixo: a primeira convocação de Adriano, ainda no Coxa. A reportagem é e um dos homens mais bonitos que eu conheço:

Adriano demorou, mas chegou ao Barcelona. É orgulho coxa-branca, craque curitibano que pra quem não sabe, começou no futsal do Paraná Clube – mas um da escolinha tricolor.

O outro é um dos gênios que vi de perto, no melhor Atlético de todos os tempos (pra mim, obviamente) que, para tristeza dos rubro-negros, não foi campeão. Mas provou que grandes times (como a Seleção 82) não vivem só de títulos. Jadson foi genial com a 10 atleticana e é idolatrado também no Shakthar Donetsk. Os lances a seguir explicam o porquê:

Imagino a saudade atleticana ao ver o vídeo acima. Enfim. Hoje ambos estarão lado a lado, pela amarelinha.Hoje não: domingo, contra a Venezuela -começando no banco, diga-se.

Muitos ainda me lembrarão que Alexandre Pato também é paranaense. Mas a única referência dele no nosso futebol é a foto abaixo, ainda criança. Para nosso azar, que só vimos ele brilhar a distância, no Inter-RS.