Top Hits Esportivo: pequena crônica musical nos assuntos da semana

#1 Brasil Olímpico:

Não entendeu? Clique aqui, aqui e aqui (old, but g…, bronze mesmo)

#2 Rodolfo & Keirrison:

Aqui e aqui.

#3 Fabiana Murer

Você já sabe o que fazer. (Abraço especial para Baloubet du Rouet)

#4 Atlético Série B 2012

Acolá, e .

#5 Paraná Série B 2012

Aqui.

BONUS TRACK: Coritiba e o futebol PR

Clique.

Anúncios

Abrindo o Jogo – Coluna no Jornal Metro Curitiba de 25/07/2012

Visão de longo prazo

Começa hoje o futebol olímpico, competição que abre Londres 2012 mesmo antes da cerimônia de abertura de sexta-feira. Até 12 de agosto, o Brasil vai ampliar o guarda-roupa esportivo: chuteiras ganham companhia de raquetes, toucas, luvas e redes, na atenção dos torcedores. A cada quatro anos é assim; entre eles, infelizmente, o esporte olímpico (por vezes chamado de amador) não consegue o mesmo espaço do futebol – salvo exceções. A obscuridade de outras modalidades é por falta de apoio ou interesse? Ovo ou galinha? Não importa: em quatro anos, somos nós, brasileiros, que receberemos os Jogos Olímpicos. Seja ovo ou galinha, é hora de planejar o aumento da produção.

Paraná 2016, Curitiba 2016

Engana-se quem pensa que apenas o Rio de Janeiro será sede e terá lucro e desenvolvimento com os jogos. Curitiba também pode. Mas para isso, tem que querer e começar já (de fato, está atrasada). Anotem, políticos. Dois anos depois de receber a Copa 2014 – megaevento ainda ligeiramente desprezado na capital, sabe-se lá porque – a cidade pode ser parte da Olimpíada 2016. Nesse ano, Londres receberá 203 delegações, com 10500 atletas. Terá quase 1 milhão de pessoas a mais na população durante os jogos. Mesmo a capital britânica não suporta o volume de delegações que precisam de infraestrutura de treinamentos. Não a toa dividirá com outras cidades. O futebol, por exemplo, terá sedes em seis cidades – até mesmo Glasgow, na Escócia. A renovação do Tarumã (ou um novo ginásio), a Arena da Copa e os demais estádios, os CTs dos clubes, a Sociedade Hípica, os clubes sociais e suas quadras, piscinas e tatames, o velódromo do Jardim Botânico – se reformado. Locais que, se planejados com quatro anos de antecedência, podem abrigar uma ou mais delegações em Curitiba, que está 1h30 distante do Rio, de avião. Obras que deixarão um legado esportivo para a cidade – se os dirigentes tiverem cabeça, interesse e planejamento para fazê-lo.

Pensar grande

Edgar Hubner, curitibano, é o coordenador do COB no Crystal Palace, o “CT” brasileiro em Londres. Apresentei um evento voltado ao segmento hoteleiro e alimentício de Curitiba no qual ele foi o principal palestrante. Fez o alerta, deu a dica: pensar grande, se estruturar e se oferecer para que países se hospedem na capital em 2016. Gente que vai precisar de ambientação no Brasil e pode encontrar local familiar em Curitiba, como canadenses, alemães, etc. Geração de renda e infraestrutura. Bom para todos.

As chances em 2012

Em campo (ou quadras, etc), a promessa é de que o Brasil faça sua melhor olimpíada, antes do próximo ciclo olímpico, que será em casa – o que costuma ser reflexo de muitas medalhas. Futebol feminino e masculino, vôlei, de quadra e praia nos dois gêneros, basquete masculino, judô, boxe, vela e natação devem trazer medalhas. Reais possibilidades de termos entre 6 e 10 ouros – um recorde.

P.S.: Estarei na transmissão de Honduras x Marrocos, quinta 26/07, 7h45 da manhã, pelo futebol masculino, grupo D, no portal Terra. Imagem em HD, disponível para computadores, tablets e celulares. Veja mais abaixo.

Olimpíadas 2012: vai começar; veja no Terra

London Calling. Podia ser o hino dos Jogos Olímpicos 2012, que começam nessa quarta. Curiosamente, começam oficialmente só na sexta, com a cerimônia de abertura.

Mas nessa quarta, já tem bola rolando. O futebol feminino abre a competição. No dia seguinte, o futebol masculino – e a busca pela inédita medalha de ouro – começam.

Estou no grupo de transmissão que o portal Terra terá, ao lado de grandes narradores, como Hugo Botelho (Rádio Bradesco Esportes), Jorge Vinícius (PFC), Reinaldo Moreira (105 FM/SP), Marcelo do Ó – que estará ao vivo em Londres – e outras revelações, assim como grandes nomes do esporte: Careca (ex-SPFC, Guarani e Napoli), Jaime Oncins (tênis), Danielle Zangrando (judo), Montanaro (vôlei), Milene Domingues (futebol feminino), Ary Pereira e outros mais. Além de uma grande e competente equipe de produção e coordenação, chefiada por Carlos Sartori e Everton Constant.

O Terra tem exclusividade nos direitos de transmissão em internet. Serão mais de 10 canais, com a possibilidade de você montar sua programação, sempre com eventos ao vivo e em HD. Pode assistir no computador, no lap top, tablet e até no celular. E o principal: pode interagir, em tempo real, com narradores e comentaristas, manifestando sua opinião. O esporte não para durante todo o dia de jogos, até dia 12 de agosto.

Para assistir, acesse o site e procure pelo Terra TV/London 2012.

Estarei em Honduras x Marrocos, na quinta, 7h45, pelo grupo D do futebol masculino.

Ao longo dos jogos, dividirei com vocês as escalas.

Antes de quinta, porém, o Terra transmite a rodada completa do futebol feminino (fará o mesmo com o masculino na quinta). Veja os horários dos jogos:

Quarta, 25/07 – Futebol Feminino

11h45 – Grã-Bretanha x Nova Zelândia, c/ Hugo Botelho, Milene Domingues e Bruno Prado
12h45 – Japão x Canadá,  c/ Jorge Vinícius e Ary Pereira
12h45 – EUA x França, c/ Reinaldo Moreira
14h30 – Camarões x Brasil, c/ Hugo Botelho, Milene Domingues e Bruno Prado
15h30 – Suécia x África do Sul, c/ Leandro Bollis e Ary Pereira
15h30 – Colômbia x Coréia do Norte, c/ Gomão Ribeiro e Bruno Prado

Quarta, 25/07 – Futebol Masculino

7h45 – Honduras x Marrocos, c/ Napoleão de Almeida e Ary Pereira
10h15 – México x Coréia do Sul,  c/ Reinaldo Moreira e Careca
10h30 – Espanha x Japão, c/ Jorge Vinícius e Bruno Prado
12h45 – Emirados Árabes x Uruguai, c/ Gomão Ribeiro e Ary Pereira
13h – Gabão x Suíça, c/ Antônio Marcos
15h30 – Egito x Brasil, c/ Hugo Botelho, Careca e Bruno Prado
15h30 – Bielorrússia x Nova Zelândia, c/ Fábio Salomão e Ary Pereira
15h45 – Grã-Bretanha x Senegal, c/ Leandro Bollis

Abrindo o Jogo – Coluna no Jornal Metro Curitiba de 29/02/2012

Conquista merecida

Começa hoje o 2o turno do Campeonato Paranaense. Tudo zerado: todos os times tentarão se juntar ao Atlético na decisão da competição – isso se o próprio Rubro-Negro não faturar a taça antecipadamente, ganhando também essa etapa. A conquista foi surpreendente, mas merecida. Rebaixado no Brasileirão 2011, o Atlético começou do zero, trazendo um treinador pouco conhecido no Brasil, o uruguaio Juan Ramón Carrasco. Deu certo: ele aproveitou algumas peças do time que foi mal em 2011 e recheou de garotos da casa. E, principalmente, deu cara de equipe ao time. Mesmo tropeçando diante do Arapongas, fez frente ao Coritiba no clássico e errou menos que o Coxa, que era reconhecidamente favorito ao título. E ainda é, mas já sabe que terá que correr mais para justificar a “fama”. Do interior, duas boas surpresas: Cianorte e Arapongas. Não deve fugir disso, com as diferenças entre os times se acentuando mais daqui até o fim.

Em alta

A campanha que Carrasco fez no primeiro turno no Atlético já foi suficiente para que o mercado latino cogitasse o técnico na Universidade Católica, do Chile. O jornal La Tercera, de Santiago, noticiou que ele estaria na lista do clube para substituir Mário Lepe. “Só estou sabendo disso agora. Estamos muito contentes e com a cabeça aqui no Atlético”, disse em coletiva ontem.

Em baixa

Já o também uruguaio Morro García, atacante que chegou ao Atlético como a mais cara contratação do futebol paranaense em todos os tempos, ficou de fora da lista provisória da Seleção Uruguaia para os jogos Olímpicos de Londres. Com 21 anos, García não está nem entre os 74 jogadores pré-selecionados.

Grife

“Depois que o Ricardinho chegou, as coisas facilitaram e muito”, disse Alex Brasil, gerente de futebol do Paraná, nos bastidores do programa Jogo Aberto Paraná da BandCuritiba. Ele comemorou a receptividade que vem tendo ao procurar novos atletas, com o “selo Ricardinho” a tiracolo. O calendário com as segundas divisões estadual e nacional poderia ser repelente, mas o gerente já trouxe atletas da base do Corinthians e Atlético-MG.

Caminho tortuoso

A FPF divulgou ontem a tabela da Segunda Divisão do Paranaense: o Paraná estréia em casa contra o Jr. Team, de Londrina, no dia 01/05, uma terça, feriado. No dia 19/05 haverá o primeiro conflito de datas entre a Série B nacional e a estadual: está marcado o início da competição brasileira para o mesmo dia da rodada que prevê Paraná x Grecal, de Campo Largo.

Bomba ou boato?

Circulou durante todo o dia de ontem a informação de que o meia Alex, ídolo do Coritiba, estaria voltando ao Coxa. A informação partiu de um site sobre o futebol turco. Pelo Twitter perguntei objetivamente ao jogador: está voltando? “Só especulação. Os caras põe na net e criam um monstro!”