Os nomes de times mais esquisitos da Liga Europa

Lyon e Tottenham se enfrentam na Liga 2012/13: nada é o que parece

A fase de grupos da Liga Europa vai começar! E o Terra irá transmitir todos os jogos até a decisão, a partir desta quinta-feira. Portanto, é hora de conhecer os clubes que formam essa charmosa competição, que abriga grandes clubes ao mesmo tempo em que dá espaço para equipes de menor porte. Na edição 2012/13, o Chelsea bateu o Benfica na final e comemorou o título. Nesta temporada, enquanto aguardam os clubes que saem da Liga dos Campeões para a disputa da outra competição continental européia, será possível se divertir e se surpreender com alguns clubes de toda a Europa. 

Apresento então alguns nomes que você nunca imaginou que seriam de times de futebol.

Olympique Lyonnais

Nada demais: são apenas os olímpicos lioninos, gentílico de quem nasce em Lyon, na França. Na verdade, o que chama mais a atenção aqui é o fato de quem pouca gente chama o clube pelo nome correto, optando mais pelo nome da cidade, Lyon. Seria o mesmo que chamar o Atlético Mineiro apenas de “Minas” ou “Atlético Minas”.

Tottenham Hotspur

Os Esporas Quentes da Fazenda do velho Tota é um clube voltado para a literatura – pelo menos é o que conta a etimologia. Fundado em 1882 originalmente Hotspur (Espora Quente) FC, em virtude do personagem de Shakespeare Harry Hotspur, incorporou o nome do bairro Tottenham para diferenciar-se de outro Spurs. O bairro, por sua vez, ganhou o nome por constar no Doomsday Book do Rei Guilherme I – uma espécie de censo britânico de 1000 D.C. – como uma região rural cujo dono chamava-se Tota.

Bordeaux

Ou, para os patrícios portugueses, Bordéus, o que nos induz a uma pequena confusão com “bordel” ou, no popular, zona, prostíbulo. Na verdade, a cidade de Bordeaux tem origem numa fundição de ferro, Bordigala em aquitano, lingua do século III A.C. O clube, a exemplo do Lyon, tem outro nome – usado até no site oficial: Girondins (Girrondã), que seria algo como “ginastas”. Assim, o Bordeaux é, na verdade, o Clube dos Ginastas da Fundição de Ferro. Graça e força em um nome só.

Swansea City 

Esse é fácil e o escudinho ajuda: Associados da Cidade do Cisne do Mar Futebol Clube. Swansea é uma cidade portuária no País de Gales, no Reino Unido. Disputa a Liga Inglesa assim como outros 5 clubes galeses, uma vez que a Liga do País de Gales só foi fundada em 1992. As ligas são integradas somente na FA Cup, a Copa da Football Association, a CBF do Reino Unido. Gales tem sua própria seleção de futebol, mas se une ao Reino Unido nas Olimpíadas.

PAOK

Clube Atlético dos Cidadãos de Tesalonica retirados de Constantinopla. Isso é o PAOK, que faz menção à expulsão dos gregos residentes na hoje chamada Istambul, na Turquia, já no século 20, quando da queda definitiva do Império Bizantino. A expulsão dos gregos aconteceu em 1920 e o clube foi fundado em Tesalonica, 2a maior cidade grega, em 1926, apenas seis anos depois.

Dnipro Dnipropetrovsk

O rio Dnieper ou Dnipro

Dnipro, ou Dniepre, é um rio que cruza a Rússia, a Bielorussia e a Ucrânia, país sede do clube e da fábrica de metalurgia Petrovsky, cujos operários formaram em 1918 um time de futebol. Petrovsk faz menção a Piotr ou Pedro, em russo e ucrâniano. Logo, o FC Dnipro é na verdade o Clube de Futebol dos Operários da Metalurgica Pedro do Rio Diniepre.

Trabzonspor

Mais um fácil de desvendar: “Spor” é Esporte e Trabzon, o nome da cidade. Completando com o Kulubu, temos o Trabzon Esporte Clube. Foi território grego e pertencente ao Império de Trebizonda.

Maccabi Haifa / Maccabi Tel-Aviv

Maccabi, em Hebraico, quer dizer coragem ou vitória. Haifa e Tel-Aviv são cidades de Israel. Logo, temos aqui os xarás do baiano Vitória. Ambos são FC, ao contrário do EC do brasileiro.

Sheriff Tiraspol

Outro caso em que o nome da cidade ganha mais evidência que o do clube. Tal qual o América Mineiro – que é na verdade América Futebol Clube – o Sheriff se chama FC Sheriff. Fundado em 1997, seu nome faz referência ao primeiro patrocinador, uma companhia de segurança da Moldávia, país que compunha a antiga URSS.

Chornomorets Odessa

Odessa é o nome da cidade ucraniana que abriga o clube, próxima de um lago que secou e abrigou por muitos anos um grande vale. Nele, atletas amadores jogavam futebol e ficaram conhecidos como os “Homens do Mar Negro” – ou Chornomorets, em ucraniano. Logo, temos aqui o FC Homens do Mar Negro de Odessa.

Ludogorets Razgrad

Sediado em Razgrad, na Bulgária, o Ludogorets Clube de Futebol Profissional faz menção à região de Ludogorie, conhecida por ser uma região de floresta selvagem. O nome, Ludogorets, significa Floresta Louca. Pela imagem, não dá pra discordar.

Shakhter Karagandy

O time do Cazaquistão ganhou notoriedade ao sacrificar um carneiro em oferenda à possibilidade de eliminar o Celtic na fase de play-offs da Liga dos Campeões. Não deu – pobre carneiro. O nome, assim como o quase xará de Donetsk, da Ucrânia (questão de sotaque) signifca Mineiro. Temos então o Futebol Clube Mineiros de Karagandy, cidade de 500 mil habitantes no país que também era parte da URSS.

 [video_terratv id=”485536″ width=”512″ height=”288″] 

Siga Napoleão de Almeida no Twitter: @napoalmeida
Gostou do blog? Curta a FanPage no Facebook!

Portugal contra Béla Guttmann

Béla Guttmann já deve ter até reencarnado (pra quem acredita), mas caso não, ele esteve hoje em Amsterdã, com a camisa 2 do Chelsea, atendendo pelo nome de Ivanovic. Se você não acredita em reencarnação, acredite ao menos que a maldição do hungaro falecido em 1981 existe.

Béla Guttmann e as filhas únicas do Benfica

Não que o Chelsea não tenha merecido o título, longe disso. Mas os requintes de crueldade que impediram a conquista do Benfica na Liga Europa, em jogo que o Terra transmitiu ao vivo para todo o Brasil, tem a marca de Guttmann. Para quem não conhece a história, segue: Béla Guttmann era o técnico do Benfica bicampeão da Champions League em 1961 e 1962, que contava com Eusébio no elenco, entre outros astros encarnados. Ao final da temporada vitoriosa, soube que seu contrato não seria mais renovado após pedir um aumento salarial. Praguejou: “Nem daqui a cem anos uma equipa portuguesa será bicampeã europeia e o Benfica jamais ganhará uma Taça dos Campeões sem mim.”

Leia também:

Felipão tem razão em não levar Ronaldinho

Zico e Romário selam a paz entre lembranças e risos

Semente

Veja os lances de Chelsea 2-1 Benfica

 [terratv id=”470438″ domain=”terratv.terra.com.br” width=”425″ height=”344″]

Guttmann seguiu sua carreira, tendo comandado outras grandes equipes, entre elas o rival FC Porto, o Milan da Itália, o Hónved, da Hungria (com Puskás no elenco), o Peñarol do Uruguai e até o São Paulo FC, por quem foi campeão paulista em 1957. Mas a maldição persistiu. 

O Benfica, com o esquadrão comandado por Eusébio, chegaria a outras decisões européias ainda naquela década. Além destas, chegaria em outras ao longo da história. Mas nunca mais seria campeão. Foi vice da Champions em 1962/63 (Milan), 1964/65 (Internazionale), 1967/68 (Manchester United), 1987/88 (PSV Eindhoven), 1989/90 (Milan) e vice da Copa UEFA em 1982/83 perdendo o título para o Anderlecht, da Bélgica, antes da final de hoje.

O já falecido técnico hungaro não conseguiu extender sua maldição ao FC Porto, embora tenha praguejado contra todo Portugal. Os rivais dos encarnados levaram a taça da UCL em duas ocasiões (1986/87 e 2003/04) e da Liga Europa em outras duas (2002/03 e 2010/11). Mas na Luz, em Lisboa, Guttmann segue fazendo sombra, especialmente em uma semana em que o clube lisboeta pode ter perdido dois títulos com gols no último minuto.

Seria muito simplista, lógico, atribuir a isso o título deste Chelsea poderoso – que, diga-se, não jogou tão bem na final – que levantou a Champions League e a Liga Europa em sequencia nos últimos dois anos. Seria muito cruel dizer que a boa jogada de Fernando Torres e a movimentação certeira e cabeçada precisa de Ivanovic só aconteceram por conta da maldição de Guttmann. Não. São frutos do investimento de Roman Abramovich, que pegou o tradicional time londrino e mudou o status quo do clube, de médio inglês a grande europeu. E que deve crescer ainda mais nos próximos anos por conta do seguido investimento financeiro, especialmente se confirmar a contratação do técnico português José Mourinho.

Um técnico português com o Chelsea fazendo o mesmo investimento que o Benfica não quis fazer há 51 anos. Talvez, mesmo no além mundo, seja hora dos benfiquistas tentarem dar um aumento a Guttmann, antes que a fila aumente ainda mais.

Siga Napoleão de Almeida no Twitter: @napoalmeida
Gostou do blog? Curta a FanPage no Facebook!

Gols pela Europa: veja e não fique sem futebol nas férias!

Muita gente reclamando que está sem ver futebol nas férias do futebol brasileiro. Pois na Europa a bola segue rolando (ok, é a última semana, mas ainda tem). Terça e quarta, tem Coppa Itália no Terra, ao vivo e grátis. Estarei em Napoli x Bologna, quarta (19), às 18h.

Até lá, você pode curtir alguns gols dos jogos que o Terra transmitiu nos campos da Europa nos últimos dias. Basta clicar nas imagens!

Liga Europa

A fase de grupos se encerrou, na quinta (20), ao vivo no Terra, teremos o sorteio dos confrontos eliminatórios entre as 32 equipes (24 da Liga + 8 da UCL) que vão no mata-mata em ida e volta até a decisão, em jogo único, em Amsterdã, na Holanda, em maio de 2013.

22/11 – Rubin Kazan 3-0 Internazionale

O venezuelano Rondón foi o destaque do Rubin Kazan que detonou a Inter, 3-0, e ficou com a liderança do Grupo H, jogando a equipe italiana para o pote dos segundos colocados no sorteio, podendo encarar os melhores times da Liga Europa e da UCL, já no mata-mata.

22/11 – Olympique 0-1 Fenerbahçe

Gol de bicicleta é sempre bom de ver. Este foi Bekir Irtegun, para o Fener, dando a liderança do Grupo C e uma das melhores campanhas da fase de grupos ao time turco.

06/12 – Napoli 1-3 PSV

Já eliminado, o PSV aprontou pra cima do Napoli na Itália. De virada, um 1-3 com autoridade, deixando os torcedores holandeses com a sensação de que o time poderia ter avançado na Liga Europa.

06/12 – Maribor 1-4 Lazio

Floccari marcou um golaço na goleada da Lazio sobre o Maribor pelo Grupo J, depois de passar por 3 jogadores, batendo no ângulo. Vale a clicada!

Bundesliga – Campeonato Alemão

24/11 – Bayern 5-0 Hannover

Mais um de bicicleta, este de Javi Martinez, em mais uma goleada do Bayern München, esta sobre o Hannover 96. Os Bávaros sobram na Bundesliga e foram os campeões de inverno (1o turno).

01/12 – Schalke 1-1 Borussia Monchengladbach

Igor de Camargo é o camisa 10 do Borussia Monchengladbach, brasileiro naturalizado belga que marcou no empate fora de casa contra o Schalke 04. Um dos maus resultados dos Royal Blues no final do primeiro turno alemão.

02/12 – Wolfsburg 1-1 Hamburgo

O ex-santista Diego é o líder da reação do Wolfsburg no Campeonato Alemão. A equipe estava ameaçada de rebaixamento, mas já abriu 7 pontos da ZR. Contra o Hamburgo, porém, ficou apenas no 1-1.

08/12 – Augsburg 0-2 Bayern

Se esperava uma goleada bávara no encontro entre o líder disparado Bayern e o vice-lanterna Augsburg. Mas não foi bem assim. Com dificuldades e contando com um gol de Mário Gomez, que saiu do banco e marcou no 1o lance que participou, o Bayern ficou nos módicos 2-0, fora de casa.

09/12 – Hannover 3-2 Bayer Leverkusen

Na perseguição ao líder Bayern, o vice-líder Bayer Leverkusen precisava vencer o Hannover fora de casa. Até saiu na frente, mas não sustentou a vitória. No vídeo, apenas o primeiro gol do jogo.

15/12 – Schalke 1-3 Freiburg

Em casa, o Schalke 04 completou a sexta partida sem vencer, com 4 derrotas. Pior para o técnico Huub Stevens, demitido; melhor para o Freiburg, que entrou na área de classificação para a Liga Europa.

Coppa Itália

11/12 – Roma 3-0 Atalanta

Novidade nas transmissões do Terra, a Coppa Italia – ou Copa da Itália – chegou a fase de oitavas de final com duelos únicos. E a Roma, maior campeã do torneio, despachou a Atalanta do goleiro Consigli, que falhou feio em duas oportunidades. Assista!

Campeonato Português

10/12 – Sporting 1-3 Benfica

No clássico lisboeta, o Sporting até saiu na frente, mas viu o paraguaio Oscar Cardozo brilhar e deixar o Benfica na liderança. De quebra, os Encarnados afundaram o rival, que está só 2 pontos acima da zona de rebaixamento.

Campeonato Ucraniano

23/11 – Chornomorets 2-0 Kryvbas

Sim, eu tive o privilégio de narrar Chornomorets x Kryvbas. Vale a clicada.

Campeonato Russo

30/11 – Spartak Moscow 2-4 Zenit

Hulk, com uma patada de fora da área, abriu o placar no clássico russo, vencido pelo Zenit na casa do Spartak. A competição volta somente em março, em função da neve e do frio na região.

Liga Europa: vem aí a fase final

Acabou a fase de grupos da Liga Europa! E o Terra exibiu todos os 144 jogos que definiram os 24 classificados em 12 grupos. A partir de agora, a competição entra em fase eliminatória, com as 32 equipes jogando em ida e volta até restarem dois para a decisão, dia 15 de maio de 2013, em Amsterdã, na Holanda.

Pera lá, eu disse 24 classificados e 32 equipes? Tá errado isso, não? Não. A Liga Europa ganha agora a participação dos 3os colocados da fase de grupos da Champions League, fortalecendo ainda mais a segunda principal competição de clubes do Mundo – números destacados em estudo da Pluri Consultoria, que você pode conferir aqui (a Libertadores, apesar da paixão, é apenas a 16a colocada no ranking). Entre eles, o atual campeão europeu, o Chelsea.

O sorteio, que terá transmissão do Terra no dia 20, definirá os 16 jogos. Os primeiros colocados na fase de grupos mais os 4 melhores terceiros da UCL ficarão em um pote; os segundos e os 4 restantes da UCL, em outro. Na definição dos jogos, por sorteio, duas restrições: não pode haver confrontos entre equipes do mesmo país, nem do mesmo grupo, ao menos nessa fase de 1/16 avos de final.

Eis os potes:

Pote 1: Liverpool, Viktoria Pilsen-RCH, Fenerbahçe, Bordeaux, Steaua Bucaresti-ROM, Dnipro-UCR, Genk-BEL, Rubin Kazan-RUS, Lyon, Lazio, Metalist-UCR, Hannover 96, Cluj-ROM, Chelsea, Olympiakos e Benfica.

Pote 2: Anzhi-RUS, Atlético de Madrid, Borussia Monchengladbach, Newcastle, Sttutgart, Napoli, Basel-SUI, Internazionale, Sparta Praga-RCH, Tottenham, Bayer Leverkusen, Levante-ESP, Dínamo Kiev, Zenit-RUS, Ajax e BATE Borisov-BLR.

Os clubes estão relacionados na ordem dos grupos da Liga Europa, com os remanescentes da UCL por último. Assim, você mesmo pode imaginar os possíveis confrontos, com a ressalva acima.

Grandes camisas e boas surpresas em campo. O melhor time da primeira fase da Liga Europa foi o francês Lyon, com 16 dos 18 pontos possíveis; da UCL, além do atual campeão Chelsea, o surpreendente Cluj também foi eliminado com 10 pontos – 2 a mais que o Milan, que seguiu na Champions, por exemplo. O atual campeão da Liga, Atlético de Madrid (foto), os fortes e tradicionais Liverpool, Tottenham, Napoli, Ajax, Benfica e Internazionale e os bons Zenit, Anzhi, Dnipro, Fenerbahçe e Bayer Leverkusen fecham o grupo dos que podem conquistar o título.

O Terra transmitirá todos dos jogos até a decisão, ao vivo pela internet. E o que é melhor, de graça. Acompanhe!

Liga Europa: prévia da 5a rodada

Mais uma rodada de Liga Europa pra você assistir ao vivo e de graça pelo Terra! É a 5a da fase de grupos e muitas definições devem acontecer. Alguns classificados estão definidos e duelam por melhor posição. Outros ainda sonham em estar entre as 32 equipes que receberão os terceiros melhores colocados da Champions League. Atlético de Madrid, Liverpool, Napoli e Internazionale, entre outros, podem receber a companhia de Chelsea, Ajax ou Manchester City e Zenit, por exemplo.

Abaixo, o preview dos jogos que transmitirei nesta quinta!

14h – Rubin Kazan x Internazionale – Estádio Central, Kazan, Russia

Em Milão, o Rubin Kazan surpreendeu e segurou a Inter (Foto: blog Inter Brasil)

Jogo que vale a liderança do Grupo H. Ambos os times têm 10 pontos e estão classificados. A Inter viajou 2993 km para chegar até Kazan, capital da República do Tartaristão, estado russo, para encarar pela 4a vez na história o Rubin. Nos confrontos anteriores, uma vitória interista (2-0, pela Champions League de 2009) e dois empates, o último em 2-2 no Giuzeppe Meazza, na primeira rodada desta competição.

A Inter, que tem usado times mistos nesta fase da Liga Europa, aposta na dupla sul-americana Guarín (Colômbia) e Palácio (Argentina), que juntos já marcaram 7 gols nesta competição. Vice-líder do Italiano, 4 pontos atrás da Juventus, a Inter pode passar a priorizar a Liga Europa a partir da fase de mata-mata. Na história, é a maior campeã do torneio (ao lado de Juve e Liverpool) com três conquistas. Os brasileiros Juan (ex-Inter-RS) e Jonathan (ex-Cruzeiro) têm sido titulares; o também brasileiro Philippe Coutinho, ex-Vasco, pode aparecer nessa partida.

O Rubin Kazan, 4o colocado no Campeonato Russo, vê na Liga Europa uma chance de internacionalizar sua marca. Recebe a Inter no Estádio Central com expectativa de lotação (28.500 lugares) para ficar com o primeiro lugar no grupo. Por isso o técnico Kurban Berdyev deve escalar o que tem de melhor, com destaque para o meia russo Aleksandr Ryazantsev, com 2 gols no torneio. Carlos Eduardo, ex-Grêmio, é o brasileiro no elenco russo.

17h05 – Olympique Marseille x Fenerbahçe – Estádio Velodrome, Marselha, França

Jogo de ida em Istambul (2-2) marcou a despedida de Alex no Fener

Classificado, o Fenerbahçe encarou os 1957 km de Istambul até Marselha para pegar um time que precisa da vitória a qualquer custo. O Olympique é o terceiro colocado no Grupo C, com 5 pontos, metade do que tem o Fener. A pontuação é a mesma do alemão Borussia Monchengladbach, que encara o Limassol dentro de casa na mesma rodada. Os concorrentes não se enfrentam mais – OM e M’Bach ficaram no 2-2 na França na última rodada, enquanto que os alemães venceram por 2-0 no jogo de ida.

Por isso, para o Olympique do técnico Élie Baup, só a vitória interessa. Com 6 gols na temporada, o atacante ganês Jordan Ayew, filho do ídolo do clube Adebi Pelé, comanda o ataque marselhês. Lucas Mendes, ex-Coritiba, é o brasileiro do elenco. Ele disputou três dos quatro jogos do OM na Liga Europa depois de ter se recuperado de uma lesão e vem se firmando como titular.

Lucas deixou o Coxa e não jogou em Istambul no jogo de ida, que marcou a despedida de um atual coxa-branca do Fener: Alex. Ídolo na Turquia, Alex marcou o segundo gol sobre o OM, quando o Fener abria 2-0 em casa. Foi substituído em seguida pelo técnico Aykut Kocaman, o que deu início a uma briga que resultou na rescisão do contrato do meia, que acabou retornando ao Coritiba, clube que o revelou. Naquela partida, sem Alex, o Fenerbahçe caiu de produção e cedeu o empate. Mas depois, sem Alex, o Fenerbahçe, que ainda tem o brasileiro Cristian (ex-Atlético e Corinthians), venceu seus 3 jogos: 4-2 no M’Bach e 1-0/2-0 sobre o Limassol.

Gols: resumo da rodada européia de 08 a 11/11

Muitos – e belos – gols nos jogos da Liga Europa e do Campeonato Português, que o Terra transmitiu no último final de semana. Clique nas imagens para ver como foram os jogos:

08/11 – Liga Europa: Napoli 4-2 Dnipro

Um grande jogo no estádio San Paolo, em Nápoles. O então invicto e 100% Dnipro chegou a virar o jogo contra os italianos, mas não contavam com um dia tão inspirado de Cavani, que marcou 4 gols e garantiu a vitória napolitana.

08/11 – Liga Europa: Partizan 1-3 Internazionale

Em Belgrado, na Sérvia, a Inter usou um mistão e bateu o Partizan por 3-1. O placar, no entanto, não mostra o que foi o jogo: o time da casa não teve melhor sorte porque parou no goleiro interista Handanovic.

09/11 – Campeonato Português: Gil Vicente 1-0 Paços de Ferreira

Pelo Campeonato Português, Gil Vicente e Paços de Ferreira abriram a 9a rodada em duelo no meio da tabela. Melhor para os visitantes, invictos fora de casa há seis meses, e que se projetaram como aspirantes a uma vaga na Liga Europa 2013/14.

10/11 – Campeonato Português: Porto 2-1 Académica

Porto e Benfica continuam a briga pelo título rodada a rodada. Para o Dragão, o desafio foi contra a Académica de Coimbra, jogando em casa. Com golaço do colombiano James Rodriguez e falha do brasileiro Helton, ex-Vasco, o jogo foi movimentado e terminou sendo mais complicado do que se esperava para o time da casa.


Liga Europa: prévia da 4a rodada

Os estádios San Paolo e Partizana serão dois dos 24 palcos da 4a rodada da Liga Europa, que terá várias definições na fase de grupos nesta rodada. O Terra transmitirá os 24 jogos ao vivo nesta quinta-feira. Eu estarei em dois duelos, vamos a prévia deles:

16h – Napoli x Dnipro – Estádio San Paolo, Napoles, Itália

Precisando da vitória para seguir na competição, o Napoli recebe o Dnipro, da Ucrânia, no San Paolo, na Itália, em jogo do Grupo F da Liga Europa. Com três pontos em três jogos, a tarefa do time que venceu a competição em 1988/89, com Diego Maradona e Careca em campo, não será nada fácil. Do outro lado estará o Dnipro, uma das únicas equipes com 100% de aproveitamento na Liga Europa, ao lado de Atlético de Madrid e Lyon.

O técnico Walter Mazzarri continua apostando na dupla Cavani e Vargas no comando de ataque napolitano. Vargas, com 3 gols, é o artilheiro da fase de grupos da Liga Europa. Terceiro colocado no Campeonato Italiano, com 23 pontos em 11 jogos, o clube de Nápoles vem de boas campanhas ano a ano desde que voltou à Série A Italiana após ter falido e até trocado de nome. Já são 15 jogos invicto em casa em competições européias (perdeu a última em casa em 07/12/94, 0-1 para o Eintracht Frankfurt-ALE). Para manter a escrita e seguir vivo na competição, conta com o experiente goleiro De Sanctis, bicampeão da Liga Europa entre 2005 e 2007 pelo Sevilla, que comanda a defesa com Paolo Canavarro – irmão do capitão do tetra mundial italiano, Fábio – e tem no elenco o brasileiro Bruno Uvini, 21, ex-São Paulo FC, que ainda não jogou na Liga Europa.

Brasileiros são a arma do Dnipro, que vê na Liga Europa a grande chance de conquista na temporada – no Ucraniano, está  na vice-liderança, 12 pontos atrás do Shakhtar Donetsk. Giuliano, ex-Paraná e Inter, e Matheus, que no Brasil defendeu apenas o Itabaina-SE, mas teve destaque no Braga, de Portugal, comandam a equipe. Além deles, o zagueiro croata Mandziuk, o meia ucraniano Konoplyanka e o também ucraniano Seleznyov compõe a força de um time que sonha em vencer sua primeira competição justamente em âmbito europeu.

Na rodada passada, em Dnipropetrovsk, o time da casa fez 3-1 no Napoli, com direito a um gol de Matheus e outro de Giuliano. O jogo agora será no San Paolo, que recebeu a histórica semifinal da Copa 1990, quando a Argentina de Goycochea parou a Itália nos pênaltis.

18h05 – Partizan x Inter – Estádio Partizana, Belgrado, Sérvia

Virtualmente classificada para a próxima fase, a Internazionale vai à Sérvia pegar o tradicional Partizan Belgrado pela segunda vez consecutiva. Na rodada passada, em Milão, venceu por 1-0 com dificuldades, mas o suficiente para dividir a liderança do Grupo H com o Rubin Kazan da Russia – perde apenas nos critérios.

Vice-líder do Italiano com um ponto a menos que a Juventus (27 a 28), a Inter, maior campeã da história da Liga Europa com três conquistas (Juve e Liverpool também tem três), jamais perdeu para o Partizan. Na história, são 4 vitórias e um empate. Jogando em Belgrado, venceu uma e empatou outra em jogos anteriores. Um dos confrontos mais importantes foi em 1963/64 pela Champions League, nas quartas de final. A Inter venceu em Belgrado por 2-0, gols dos brasileiros Jair e Mazzola, e, somando o resultado de ida (2-1) avançou até fazer a decisão com o Real Madrid, quando venceu e ficou com o título.

Nesta temporada, são três brasileiros no elenco nerazzurri. O mais conhecido é o ex-vascaíno Phillipe Coutinho, que foi titular em todos os jogos da Liga Europa até aqui, inclusive marcando um gol contra o Néftçi, do Azerbaijão. Juan Jesus, ex-Internacional, e Jonathan, ex-Cruzeiro, ambos zagueiros, fecham a lista verde-e-amarela. O técnico Andrea Stramaccioni está remontando um time que chegou ao ápice com o título Mundial em 2010, junto com um pentacampeonato italiano. o zagueiro argentino Javier Zanetti e os meias Wesley Sneidjer (Holanda) e Esteban Cambiasso (Argentina) são os destaques. Sneidjer ainda não atuou na Liga Europa, competição na qual Stramaccioni tem mexido muito nos 11 iniciais.

O Partizan chega para o jogo depois de vender caro a derrota em Milão, quando sofreu o gol da derrota aos 43 do segundo tempo. Líder do Campeonato Sérvio, com 5 pontos a mais que o Crvena, a equipe de Belgrado precisa vencer se quiser sonhar em estar na próxima fase. Vice-campeã da UCL em 1966, o Partizan sofreu com as diversas fragmentações de seu pais; era Yugoslávia, virou Sérvia e Montenegro e passou a ser apenas Sérvia. No banco, um ex-jogador, identificado com o clube: Vladmir Vermezovic. Ele comanda uma equipe que ainda não marcou nenhum gol na Liga Europa, tendo perdido seus três jogos por 1-0.

O Terra inicia as transmissões dos 24 jogos às 14h, ao vivo e em alta definição. Conecte-se com a gente!