Que beleza de camisa! #21 – Especial Atletiba #350

"Ai meu Deus... que jogão! Quem será que ganha??"

Pra matar as saudades da linda Kelly Pedrita, um “Que Beleza de Camisa!” especial sobre a 350a edição do clássico mais tradicional do futebol paranaense. E ninguém pode reclamar: a eterna musa do (ex) Jogo Aberto Paraná vestiu as duas camisas, para deleite das duas torcidas.

São 349 jogos e muita história até aqui. Para essa partida no Couto, alguns números (com ordem pelo mandante do clássico):

Último jogo (349): Atlético 0-0 Coritiba, em 22/02/2012, na Vila Capanema
Último jogo no Couto Pereira: Atletiba 347 – Coritiba 1-1 Atlético, em 27/08/2011

No Couto Pereira: 192 jogos – 84v Coritiba – 59 empates – 49v Atlético

Coritiba

Última vitória: Atletiba 346 – Atlético 0-3 Coritiba, em 24/04/2011, na Arena
Última vitória no Couto Pereira: Atletiba 345: Coritiba 4-2 Atlético, em 20/02/2011

Atlético

Última vitória: Atletiba 348 – Atlético 1-0 Coritiba, em 04/12/2011, na Arena
Última vitória no Couto Pereira: Atletiba 334 – Coritiba 0-2 Atlético, em 20/01/2008

As camisas:

Esse foi o uniforme número 3 do Coxa em 2006, ano em que o clube esteve na Série B, liderou por várias rodadas, mas despencou na reta final e não conseguiu o acesso. Foi usado poucas vezes ao longo do ano, que teve apenas um Atletiba: o 332, na Arena, válido pela Copa 100 anos e vencido pelo Atlético por 4-1. O Coritiba não usou essa camisa nesse jogo; o uniforme foi usado ocasionalmente na Série B nacional e aposentado na temporada seguinte. Mesmo assim, considero uma das camisas mais bonitas do clube, numa leitura diferente com dois tons de verde e discretas luminosidades brancas.

Esse foi o uniforme titular do Atlético em 2010, quando o Furacão quase voltou à Copa Libertadores – acabou o Brasileirão a uma posição da classificação. Foi usado por toda a temporada e em parte de 2011. Em 2010, foram dois Atletibas: o 343, 1-1 na Arena, e o 344, vencido pelo Coritiba no Couto Pereira, 2-0. Acho essa a camisa mais bonita da história recente do Atlético, por ser simples e clara, resgatando a gola, e com as listras em destaque e cores firmes.

Ambas camisas fazem parte do meu acervo pessoal (como a maioria da série de posts Que Beleza de Camisa!).

Que beleza de camisa! #20: Arapongas

"Adoro passarinhos!"

A semana é do #Atletiba348, mas nunca é demais ver mulher e camisa de futebol bonitas, certo? Por isso o Que beleza de camisa! mantém a tradição do atraso (sim, já se passaram mais de 15 dias desde o último) e, com a desculpa de que falta tempo para a pesquisa, vai pertinho, até Arapongas, contar a história do Arapongão, cuja indumentária* é trajada por ninguém menos que a estonteante @kellypedrita. “Adoro passarinhos, de todos os tipos! Arapongas são lindas”, diz a musa do Jogo Aberto Paraná. Que moral, hein?

*Agradecimento super-especial a Fabiano Ferreira Rocha, que me presenteou com a camisa!

Que beleza de camisa! #20 Arapongas Esporte Clube

Quem é? Clube do interior do Paraná, fundado em 06/06/1974.

Já ganhou o que? Nada.

Grande ídolo: Com uma história curta, retomada a partir de 2007 e com ápice em 2010, é difícil apontar um grande ídolo para o Arapongas EC; mas alguns nomes se destacam. O primeiro é o do atacante Diogo, que marcou os dois gols que garantiram a volta do time para a elite do futebol paranaense, em 2010, no 2-0 sobre o São José. Outro grande candidato é o meia Wellington, hoje no Paraná Clube, que entrou para a história do clube ao marcar o gol de abertura do placar da vitória do Arapongas sobre o Atlético, na Arena, na reestréia na elite:

Apelidos: Arapongão.

Como anda? Terminou em 5o. lugar o Paranaense 2011, depois de 20 anos sem disputar o campeonato na elite. Para a temporada 2012, já acertou a contratação do técnico Darío Pereyra, zagueiro que defendeu com brilho o São Paulo nos anos 80.

Curiosidades: O Arapongas foi o último time paranaense a arrancar pontos do Coritiba no Campeonato Paranaense. E foi no finalzinho do jogo. O Coxa vencia por 1-0 jogando no Estádio dos Pássaros, mas no último lance da partida o zagueiro Luciano deixou tudo igual:

Depois dessa partida, o Coritiba engatou a série de 24 vitórias que lhe rendeu menção como “clube com mais vitórias em sequência no Mundo” no Guinness Book. Já o Arapongas conseguiu a melhor classificação da sua história no futebol do Estado.

O Arapongas e o futebol paranaense: O grande rival do Arapongas é, hoje, o Roma Apucarana, da cidade vizinha. Quando jogam, caracteriza-se um dos clássicos com nome mais inusitado do Brasil: o Arapuca. Além do ano passado, o Arapongas participou do Paranaense em 1990, terminando em 22o. lugar (Atlético campeão) e em 91, quando foi 13o. colocado (Paraná campeão).

Atenção meninas: o blog oferece oportunidade não-remunerada de você posar para o quadro Que beleza de camisa! Se você tem interesse em ser modelo, como a Kelly Pedrita, é uma boa vitrine. Entre em contato pelos comentários deixando e-mail para retorno e participe do quadro semanal!

Que beleza de camisa! #18: Universitário

"Vasco? Vou de Universitário!"

A colaboradora @kellypedrita (se você é menina e quer colaborar também, leia a nota no pé do texto), apresentadora do Jogo Aberto Paraná, não quer nem saber do Vasco amanhã, pela Copa Sulamericana 2011; o negócio dela é do Peru: o Universitário, adversário do time brasileiro na competição. Ela já até vestiu a bela camiseta de Los Merengues para o Que beleza de camisa! dessa semana!!

Que beleza de camisa! #18 Club Universitario de Deportes

Quem é? Grande clube peruano, fundado em 07/08/1924.

Já ganhou o que? 25x Campeão Peruano.

Grande ídolo: Teodoro “Lolo” Fernández defendeu o Universitário por 23 anos, conquistando seis títulos nacionais no período. Também foi por sete vezes artilheiro do campeonato nacional do Peru, além de ter sido o principal destaque da Seleção Peruana na conquista da Copa América de 1939 (o primeiro dos dois títulos que tem o Peru no torneio. O outro foi em 1975). E apesar do destaque internacional e de vários convites, se recusou a defender outra equipe que não o Universitário.

Apelidos: La U, Los Merengues, Los Cremas.

Como anda? Está nas quartas de final da Copa Sulamericana e enfrenta o Vasco, em casa, nessa quarta-feira, no jogo de ida. Se passar, pode cruzar com dois clubes “acadêmicos” na semi e na final: o Universidad de Chile e a LDU (Liga Deportiva Universitária) do Equador, respectivamente. Mas tem chão. Foi campeão nacional pela 25a vez em 2009; ano passado, foi 4o colocado e, nessa temporada, é apenas o nono colocado, faltando quatro jogos para o fim do torneio.

Edu Esídio

Curiosidades: Um dos grandes ídolos do Universitário é o atacante brasileiro Edu Esídio, ex-Botafogo-SP, que marcou 32 gols no Peruzão/2004 e se tornou o maior artilheiro da história do torneio, em uma única edição. Mas essa não é a principal conquista dele: Esídio é portador do vírus HIV desde 1998 e venceu o preconceito para continuar atuando no futebol local até encerrar a carreira, em 2004.

O principal rival do Universitário é o Alianza Lima, no Superclasico Peruano; se tem mais conquistas que o rival (25 x 22) perde nos confrontos diretos. Em 334 jogos, 112 vitórias de La U contra 123 do Alianza. O Universitário não vence o Alianza desde 2003.

É o clube peruano melhor rankeado na Conmebol: 28o. lugar, com 118,71 pontos.

O Universitário e o futebol paranaense: O Universitário jamais enfrentou qualquer equipe do Trio de Ferro. A única relação do clube com o futebol local é uma apagada passagem do atacante Abel Lobatón, ex-Atlético, por La U, em 2001.

Atenção meninas: o blog oferece oportunidade não-remunerada de você posar para o quadro Que beleza de camisa! Se você tem interesse em ser modelo, como a Kelly Pedrita, é uma boa vitrine. Entre em contato pelos comentários deixando e-mail para retorno e participe do quadro semanal!

Que beleza de camisa! #17: Bolívar

Strongest? Forte mesmo é essa...

“Que beleza de camisa!” no ar nessa quarta-feira, com um diazinho de atraso, em função da altitude (lol): hoje vamos a La Paz, na Bolívia, conhecer um pouco mais do Bolívar, cuja camisa é envergada pela colaboradora @kellypedrita (se você é menina e quer colaborar também, leia a nota no pé do texto), apresentadora do Jogo Aberto Paraná.

Que beleza de camisa! #17 Club Bolívar

Quem é? Grande clube boliviano, fundado em 12/04/1925.

Já ganhou o que? 29x Campeão Boliviano.

Grande ídolo: El Diablo, ou Marco Antonio Etcheverry Vargas, hoje com 41 anos, é o grande ídolo do Bolívar. Foi no clube de La Paz, depois de um início no Destroyers de Santa Cruz de La Sierra, que ele ganhou destaque ao conquistar o Bolivianão de 1991, temporada em que anotou 17 dos 21 gols que marcou pelo clube. Parece pouco – e é – mas diante do pouco expressivo futebol boliviano, Etcheverry optou por abraçar oportunidades internacionais: Albacete (ESP), Colo-Colo (CHI), América de Cali (COL), DC United (EUA) e os equatorianos Barcelona e Emelec. Em 2004, retornou ao Bolívar para encerrar a carreira, no ano em que a equipe ficou com o vice-campeonato da Copa Sul-Americana, na melhor campanha do clube em competições internacionais. Mas o grande momento da carreira de El Diablo foi na Copa 1994, quando defendeu a Bolívia de volta ao Mundial após 44 anos. Nas eliminatórias, marcou um dos gols que impôs ao Brasil a primeira derrota da Seleção na história da fase seletiva, em jogo no Hernando Siles, estádio do Bolívar:


Apelidos: La Academia.

Como anda? É o atual campeão boliviano (2011) mas não está classificado para a Copa Libertadores de 2012, pois o torneio foi considerado de adequação. Lidera também o novo formato do campeonato boliviano, adequado ao calendário europeu, com temporada única entre dois anos (2011/2012). Tem 40 pontos, contra 38 do Real Potosí, vice-líder, há 10 rodadas do fim.

Curiosidades: O nome Bolívar é em homenagem ao centenário de fundação da República da Bolívia e também uma forma de protesto com os vários clubes bolivianos com nomes em inglês, como o seu principal rival, The Strongest. É o clube boliviano que mais participou da Copa Libertadotes: 22 vezes. Leva ampla vantagem sobre o rival no Clásico Paceño: 106 vitórias contra 55 do rival, em 238 jogos. Seu maior trunfo é jogar a 3.650m acima do nível do mar. Com oxigênio rarefeito, literalmente sufoca os adversários.

O Bolívar e o futebol paranaense: Na Copa Libertadores de 2002, então como campeão brasileiro, o Atlético foi até La Paz tentar a revanche contra o Bolívar, que havia vencido por 2-1 na Arena, na estréia atleticana na competição. E ia conseguindo, aplicando um baile no time da casa: depois de sair atrás, virou, ainda no primeiro tempo, o placar para 5-1. E o que se viu a seguir foi inacreditável:

Ao chegar em Curitiba, o goleiro Flávio (hoje no América-MG) conversou comigo no CT do Caju e confidenciou: “Se tivessem mais 5 minutos, tomaríamos a virada. Eu não não enxergava nada direito, não conseguia nem repor a bola no tiro de meta.” Os atleticanos sentiram os efeitos da altitude e acabaram entrando para a história em um jogo de 10 gols.

Atenção meninas: o blog oferece oportunidade não-remunerada de você posar para o quadro Que beleza de camisa! Se você tem interesse em ser modelo, como a Kelly Pedrita, é uma boa vitrine. Entre em contato pelos comentários deixando e-mail para retorno e participe do quadro semanal!

Que beleza de camisa! #15: FC Porto

Contrasenso total: o time da camisa é apelidado de Dragão.

Ó pá, pois, gajos, estamos a falar do FC Porto nessa semana de ‘o Que beleza de camisa!, para que todos os patrícios matem as saudades da terrinha e comemorem um pouco atrasados o aniversário de 118 anos. E para tal tarefa importamos a italianinha @kellypedrita, apresentadora do Jogo Aberto Paraná, que nos deixa num paradoxo: como uma gaja destas está a vestir a camisa de um Dragão?

Que beleza de camisa! #15 Futebol Clube do Porto

Quem é? Grande clube português, fundado em 28/09/1893.

Já ganhou o que? Bicampeão Mundial (1987/2004); 2x campeão da Champions League (87/04) e 2x campeão da Liga Europa, em 2002/03 e 2010/11; 25x campeão português.

Grande ídolo: O FC Porto é um dos raros clubes cujo grande ídolo se construiu fora das 4 linhas: é o ex-presidente Jorge Nuno Pinto da Costa. Com 73 anos, ele assumiu o clube em 1982 e comanda o Porto até hoje. Sob sua tutela, o clube conquistou nada menos que 56 títulos no futebol, incluindo 2 Mundiais, 2 Champions, 18 dos 25 títulos portugueses, 12 taças de Portugal, entre outros. Conquistou o único penta-campeonato nacional, maior sequencia da história de Portugal (1994-1999), construiu o Estádio do Dragão e o CT do clube e foi o primeiro clube de Portugal a investir no marketing, vendendo espaços publicitários na camisa do Porto em 1983 – até então, ninguém o fazia.

Estádio do Dragão, uma das muitas obras de Pinto da Costa

Apelidos: Dragão.

Como anda? É o atual campeão português e também da Liga Europa (a Sulamericana deles). Perdeu seu principal jogador nessa temporada, o colombiano Falcão Garcia, ex-River Plate e que foi defender o Atlético de Madrid. Ele marcou 17 gols em 14 jogos da Liga Europa, superando o alemão Jurgen Klinsmann como maior artilheiro da competição na história. Abaixo, três gols dele contra o Spartak Moscou:

Curiosidades: Tornou-se o segundo maior campeão português e polarizou a rivalidade com o Benfica, em detrimento do Sporting, outrora o maior clássico lusitano. Foi no FC Porto que o técnico mais cobiçado/valorizado do momento, José Mourinho, ganhou destaque, ao ganhar o Mundial de 2004. O último técnico, André Villas-Boas (transferiu-se ao Chelsea), foi auxiliar de Mourinho e começou a carreira… no Football Manager, joguinho que simula o gerenciamento técnico de um clube de futebol. É o clube do brasileiro Hulk, outro grande ídolo em Portugal e recentemente chamado para a Seleção Brasileira.

O Porto e o futebol paranaense: Em campo, o FC Porto nunca enfrentou nenhuma equipe do Trio de Ferro da capital, tampouco do interior. Mas a ligação mais recente do Dragão com o futebol local é através do atacante Kelvin, revelado no Paraná Clube e negociado neste ano, aos 18 de idade, com a equipe portuguesa (segundo tópico do link). Ele disputou quatro partidas com a camisa do Porto, não marcou gols, e foi emprestado ao Rio Ave, para adaptação. Quem viu por aqui, viu. Agora, só em VT:

Atenção meninas: o blog oferece oportunidade não-remunerada de você posar para o quadro Que beleza de camisa! Se você tem interesse em ser modelo, como a Kelly Pedrita, é uma boa vitrine. Entre em contato pelos comentários deixando e-mail para retorno e participe do quadro semanal!

O blog está concorrendo ao Top Blog 2011! Clique aqui e vote na categoria Esportes!

Que beleza de camisa! #13: Olmedo

"Ai, eu a-d-o-r-o poesias... me conta uma do Olmedo...?"

O Que beleza de camisa! dá um pulo ao Equador para conhecer a história do Olmedo, por sugestão do leitor do blog* Guilherme Linhares, que emprestou a camisa e conheceu de perto @carolboadebola e acompanhou a gravação do Jogo Aberto Paraná dentro dos nossos estúdios, realizando assim o sonho de 11 entre 10 telespectadores de programas de futebol em Curitiba. E você aí, se lembra quem é o Olmedo?

Que beleza de camisa! #13 Centro Deportivo Olmedo

Quem é? Clube médio do futebol equatoriano, fundado em 10/11/1919.

Já ganhou o que? Campeão equatoriano em 2000; 2x da Série B do Equador (1994 e 2003), da Série C (conhecida como Segunda Categoria) em 1993.

Grande ídolo: Comandante da única conquista de Série A do Olmedo, Luís Caicedo, volante, segue na ativa aos 32 anos. Venceu a Série A e a Série B pelo Olmedo nos anos 2000, quando vestiu a camisa do clube por 9 anos. Atualmente, defende o Barcelona de Guayaquil.

Apelidos: El Ciclón Andino (o ciclone dos Andes).

Como anda? Depois de começar os anos 2000 com um título nacional, amargou a Série B mas logo voltou. Foi 8o. entre 12 times que disputam a elite do Equador no ano passado. Sua última campanha de destaque foi em 2008, quando chegou a Libertadores pela quarta vez em sua história.

Curiosidades: O nome Olmedo é em homenagem a José Joaquín de Olmedo, poeta que chegou a vice-presidencia do Equador. Um de seus poemas de maior sucesso é Canto a Bolívar, cujo primeiro verso é:

El trueno horrendo que en fragor revienta
y sordo retumbando se dilata
por la inflamada esfera
al Dios anuncia que en el cielo impera.

Bélico. O Olmedo tem sede em Riobamba, interior equatoriano, e foi o primeiro time a não ser de um grande centro (Quito ou Guayaquil) a ser campeão do Equador. Apesar do apelido ser Ciclón, quase um Furacão como o Atlético, o mascote do Olmedo é um vovô, como o Coxa.

O Olmedo e o futebol paranaense: Em 2002, o Olmedo cruzou o caminho do Atlético, então campeão brasileiro, na Libertadores. Foram dois jogos: em 19/02, vitória equatoriana em Riobamba, 2-1; na volta, na Arena, vitória do Furacão, por 2-0. O ingresso daquela partida está a venda no Mercado Livre como ítem de colecionador:

A ficha da partida em Curitiba está a disposição no site Furacão.com:

*Quer fazer como o Guilherme e ajudar no quadro Que beleza de camisa!? Escreva nos comentários ou no Twitter sugerindo times e camisetas para Kelly Pedrita e Carol Boa de Bola vestirem. Se a sua idéia for aprovada, você conhecerá as meninas e os bastidores do programa!

O blog está concorrendo ao Top Blog 2011! Clique aqui e vote na categoria Esportes!

Que beleza de camisa! #12: Colón

"Soy Colón... soy Colón... soy Colón de Santa Fé..."

Com um dia de atraso em função da gravação de um programa especial para a Band, chegou o Que beleza de camisa! dessa semana. A homenagem (e a camisa também) é iniciativa do leitor do blog* Guilherme Linhares, que além de sugerir o Club Atlético Colón, da Argentina, teve a oportunidade conhecer de perto a magnífica @carolboadebola e acompanhar a gravação do Jogo Aberto Paraná dentro dos nossos estúdios. Que mamata! Mas vamos ao que interessa: quem é o Colón?

Que beleza de camisa! #12 Club Atlético Colón

Quem é? Clube médio do futebol argentino, fundado em 05/05/1905.

Já ganhou o que? Campeão da Segunda Divisão da Argentina (atual Primera B Nacional) em 1965; 16x campeão da Liga Santafesina (espécie de Estadual na Argentina, disputado em paralelo com o Nacional)

Grande ídolo: Para os mais velhos, o grande ídolo é Orlando “el negro” Medina, principal jogador do time campeão do único título nacional do Colón, a 2a. Divisão de 1965.

Apelidos: Sabalero (algo como “pescadores”, pois é referente ao peixe Sabalo) ou Los Negros (era considerado pejorativo, como o era o apelido “coxa-branca”, em virtude de racismo).

Como anda? Está na elite argentina há 16 anos, tendo subido em 1995 como vice-campeão da 2a. divisão. Foi vice-campeão da primeira divisão em 1997, 3o. em 2000 e o último grande resultado foi em 2009, quando chegou em 4o. lugar. Vive a expectativa de fazer novamente o clássico de Santa Fé na elite argentina, contra o Unión, que voltou para a primeira divisão nacional após 3 anos de série b.

Curiosidades: Foi fundado como Colón Foot-Ball Club, mas mudou o nome para Club Atlético Colón em 1920. Orgulha-se de ter 25 mil sócios e alguns feitos contra grandes times do mundo, como aplicar 8-1 no Boca Juniors em um amistoso e de ter vencido, também em amistosos, o Santos de Pelé (2-1), o Peñarol campeão do Mundo em 1967 (3-2) e até a Seleção Argentina, por 2-0, sempre jogando em Santa Fé. Por isso seu estádio, o Brigadier Estanislao López (38 mil pessoas) é conhecido como Cemitério dos Elefantes.

O Colón e o futebol paranaense: O Colón não desfilou seu vistoso futebol contra nenhum time paranaense até entáo. Mas foi vestindo a camisa de Los Negros que o atacante Federico Nieto chamou a atenção do Atlético. Nieto marcou três gols no seu ex-clube, o Huracán, que estão registrados abaixo:

*Quer fazer como o Guilherme e ajudar no quadro Que beleza de camisa!? Escreva nos comentários ou no Twitter sugerindo times e camisetas para Kelly Pedrita e Carol Boa de Bola vestirem. Se a sua idéia for aprovada, você conhecerá as meninas e os bastidores do programa!

O blog está concorrendo ao Top Blog 2011! Clique aqui e vote na categoria Esportes!

 

Que beleza de camisa! #7: Manchester United

"Go Red Devils!"

Terça-feira você já sabe: é dia de Que beleza de camisa! aqui no blog. E hoje o clube homenageado pela gatíssima @carolboadebola é o poderoso Manchester United, atual campeão inglês e vice da Champions League. Os Devils começam a caminhada pelo bicampeonato inglês no próximo domingo, contra o West Bromwich.

Que beleza de camisa!

#7 Manchester United Football Club

Quem é? Um dos gigantes do futebol mundial, fundado em 1878 (como Newton Heath L&YR Football Club).

Já ganhou o que? 2x Campeão Mundial (1999/2008), 3x Campeão da Champions League (1968/99/2008) e 19x Campeão Inglês.

Grande ídolo: Não faltam ídolos ao Manchester United, como Éric Cantona, Cristiano Ronaldo, Rooney ou Roy Keane. Mas o maior de todos é sir Bobby Charlton, condecorado até pela Rainha como cavaleiro inglês. Participou da memorável equipe de 1958, que chegou às semifinais da Champions League (então chamada de Copa dos Campeões da Europa) e que foi vítima de um acidente aéreo que matou oito jogadores. Charlton sobreviveu ao acidente em Munique para ganhar duas vezes o campeonato inglês e a Champions de 1968, que consolidou a reconstrução do clube. Foi eleito o melhor jogador do Mundo no mesmo ano em que ganhou a Copa pela Seleção Inglesa, 1966.

Apelido: Red Devils (diabos vermelhos), Man. Utd ou MUFC (positivos) e Man U. (pejorativo, usado pelos rivais na época do acidente de Munique).

Como anda? Com o título da temporada 2010/11, assumiu o posto de maior campeão inglês, com 19 títulos contra 18 do Liverpool. Também chegou a decisão da Champions League, mas ficou com o vice ao perder para o Barcelona de Messi. Disputa com o mesmo Barcelona, o Real Madrid, o Milan e o Chelsea o posto de “clube mais rico do Mundo”.

Curiosidades: Foi fundado por operários como Newton Heath L&YR FC e usava as cores verde e dourado; fez fusão com o Ardwick AFC para disputar sua primeira liga inglesa, em 1892. Ao entrar em processo de falência, foi comprado por John Henry Davies, que mudou o nome e as cores da equipe. Dominou o futebol inglês nos anos 60, mas caiu em decadência até 1986, quando contratou o técnico Alex Ferguson, que ocupa o cargo há 25 anos, tendo vencido 23 campeonatos (Liga, Copa, Champions e Mundial, entre outros). Já foi rebaixado para a Série B inglesa, em 1974, ao perder para o maior rival, Manchester City, por 0-1. Também é grande a rivalidade com o Liverpool e o Arsenal, de Londres.

O Manchester United e o futebol paranaense: Campeão Brasileiro pelo Atlético em 2001 e Mundial pela Seleção na Copa de 2002, o paranaense Kléberson foi o primeiro brasileiro a ser comprado pelo Manchester United, em 2003. Chegou com status de substituto do argentino Sebástian Verón e trouxe consigo, a tiracolo, uma aposta vinda de Portugal: o jovem atacante Cristiano Ronaldo. Kléberson acabou tendo menos destaque que o Ronaldo luso, mas ainda assim faturou a Copa e a Supercopa da Inglaterra em 2003/04. Além de ter deixado dois golzinhos, um dos quais você vê abaixo:

 

Que beleza de camisa! #1 River Plate

É ou não um tesão essa camisa?

Aproveito a quarta sem jogos dos paranenses para dar início a seção “Que beleza de camisa!”, na qual contarei a história de um clube desses milhões do Mundo, atráves de uma camisa. A de hoje, usada pela Carol Boa de Bola (siga: @carolboadebola) é a do Club Atlético River Plate, que foi destaque na última semana pelo rebaixamento à 2a divisão argentina. Vamos lá? Aproveite os comentários para sugerir pedidos. A coleção é vasta – mas não tem tudo, já alerto.

Que beleza de camisa!

#1 Club Atlético River Plate

Quem é? Tradicional clube argentino, fundado em 25/05/1901.

Já ganhou o que? Campeão Mundial em 1987; Bi da Libertadores: 1986 e 1996; 34x campeão argentino.

Grande ídolo: Daniel Passarella, jogador nos anos 70; atualmente, é presidente do River

Apelido: Millionarios (positivo) ou Gallinas (pejorativo)

Como anda? Passa por uma crise histórica: acaba de ser rebaixado para a segunda divisão argentina pela primeira vez na história, após 3 anos de más campanhas. Na Argentina, o rebaixamento se dá por uma média de pontos anual. E se o time não for um dos dois piores na média, ainda disputa uma repescagem. O River disputou e perdeu para o pequeno Belgrano (0-2, 1-1) a vaga na primeira divisão para 2011/12. Virou notícia mundial após o quebra-quebra no jogo do rebaixamento.

Curiosidades: É o grande rival do Boca Jrs., time que dominou a América no início dos anos 2000. Possui a 2a maior torcida da Argentina. Está sediado no bairro de Belgrano, em Buenos Aires – curiosamente, o nome do bairro é o mesmo do time que o derrubou, que é sediado em Córdoba, no interior. É dono do estádio Monumental de Nuñez, sede da final da Copa 78 e da Copa América deste ano.

O River e o futebol paranaense: O único time local a enfrentar o River foi o Atlético. Aconteceu na Sulamericana/06. Com uma vitória em Buenos Aires (1-0) e um empate em Curitiba (2-2) o Rubro-Negro avançou de fase na competição. Acabaria com o 3o lugar. O gol do jogo de ida foi do atual coxa-branca Marcos Aurélio e está no vídeo abaixo: