Grêmio também pode encarar brasileiros nas oitavas da Libertadores

Grêmio pode repetir duelo com Fluminense nas oitavas

Desde que São Paulo x Atlético e Inter x São Paulo decidiram as Libertadores de 2005/06, a Conmebol vetou a possibilidade de que finais nacionais aconteçam, direcionando os cruzamentos nas semifinais – não veta, porém, que três clubes do mesmo país façam as semis, e aí os resultados podem determinar uma final nacional.

Em 2013, a confederação sul-americana ganhou uma mãozinha do destino: além do já definido Atlético-MG x São Paulo, o Grêmio tem tudo para pegar Fluminense ou Palmeiras nas oitavas, dependendo de uma combinação de resultados nesta quinta. Mais: conforme acontecer, o Brasil ainda pode ver três duelos, com o clássico paulista Palmeiras x Corinthians juntando-se ao duelo tricolor.

Leia também:

O que aprender com os gaúchos

Os 14 grandes do futebol brasileiro

Cara Fifa…

Para que Grêmio x Fluminense voltem a se encontrar, basta que ambos vençam seus jogos contra Huachipato (fora) e Caracas (casa), respectivamente, e o Palmeiras empate com gols com o Sporting Cristal no Peru, contando com uma vitória por um gol do Libertad no Paraguai sobre o argentino Tigre. Com isso, o Tricolor gaúcho seria o 10o colocado, e o carioca, o 7o. Na primeira fase, o Grêmio venceu no Rio (3-0) e empatou em casa (1-1).

No entanto, um gol pode mudar tudo: se o Palmeiras vencer o time peruano – já eliminado – e ficar em primeiro, contando com duas vitórias brasileiras no Grupo 8, o duelo será entre Grêmio e Palmeiras, reeditando as quartas de final da Libertadores de 1995, em dois jogos históricos. Em Porto Alegre, Grêmio 5-0; em São Paulo, Palmeiras 5-1. O Grêmio avançou e ficou com o título.

O empate, outro resultado que classifica o Grêmio, também evita um confronto brasileiro. Aí o adversário pode ser o Santa Fé, da Colômbia ou até mesmo o Olímpia, do Paraguai. Dependendo do que acontecer no grupo de Palmeiras e Libertad, até mesmo o Nacional do Uruguai pode pintar no caminho gremista. Zé Roberto, experiente, imaginou um jogo com marcação e próximo deste empate (clique para assistir).

O Fluminense só pega brasileiros se contar com a primeira combinação acima. Já o clássico paulista acontecerá numa combinação mais específica de resultados – e conjunta com o duelo Grêmio x Flu. Para que Palmeiras e Corinthians repítam os confrontos de 1999 e 2000 na Libertadores, é preciso que a primeira combinação citada no texto aconteça, mas que o empate palmeirense tem que ser obrigatoriamente em 0 a 0.

Siga Napoleão de Almeida no Twitter: @napoalmeida
Gostou do blog? Curta a FanPage no Facebook!

Anúncios