Sem refresco para Mourinho

Divertida a ação de marketing dos refrigerantes Pepsi em Buenos Aires, durante uma palestra do novo técnico do Bayern de Munique, o ex-barcelonista Pep Guardiola.

Usando da ironia e do trocadilho com o apelido de Josep, a marca provocou a rivalidade entre os treinadores, que durante três anos rivalizaram-se no duelo eterno entre Barcelona e Real Madrid. Veja um dos anúncios:

Leia também:

O naming rights depende da vontade de todos

Grandes “traíras” do futebol brasileiro

Torcida do Galo levanta bandeira pró-LGBT

Mourinho deve trocar o Real pelo Chelsea ao final da temporada, embora ainda negue os rumores. Já Guardiola terá a responsabilidade de, no mínimo, manter o alto nível apresentado pelo Bayern nas últimas quatro temporadas, quando chegou a três finais de Liga dos Campeões (incluindo 2012/13).

Siga Napoleão de Almeida no Twitter: @napoalmeida
Gostou do blog? Curta a FanPage no Facebook!

Grandes “traíras” do futebol brasileiro

Nessa semana três “traíras” sacudiram o futebol mundial. Van Persie, guardou três no jogo decisivo do Manchester United contra o Aston Villa, levantando a taça do Inglês pela primeira vez, na primeira temporada do holandês nos Red Devils depois de sete anos no Arsenal. E Mario Götze não tirou o pé e ajudou Lewandowski a brilhar contra o Real Madrid, um dia depois do anúncio da transferência dos dois para o grande rival do Borussia Dortmund, o Bayern de Munique – que pode ser adversário na decisão da Champions.

E no Brasil? Quantos “traíras” já brilharam no rival? O Blog preparou uma seleção de 11 grandes viras-casacas no futebol brasileiro.

Leia também:

Repensando o futebol brasileiro

Torcida do Galo levanta bandeira pró-LGBT

Atlético jogará Brasileirão nas casas do Paraná

Goleiro: Rafael Cammarota

Rafael e seu bigode texano

O primeiro “traíra” escalado é Rafael Cammarota. Bicampeão paranaense pelo Atlético em 1982/83, no memorável time de Assis e Washington, o goleiro disputava posição com Roberto Costa no Furacão. Fez parte da campanha semifinalista do Brasileirão em 1983, quando podia ter sido campeão brasileiro com o Rubro-Negro. Não foi e virou a casaca para conquistar o maior feito do Coritiba, rival atleticano: o título brasileiro de 1985. Rafael fez história no Coxa, sendo decisivo em vários jogos, em especial na semifinal com o Atlético-MG. Voltaria ao Atlético para ser campeão paranaense – na reserva – em 1990.

Lateral-direito: Nelinho

"Traíra", mas querido pelas duas grandes torcidas mineiras

O lateral que conseguiu chutar a bola pra fora do Mineirão, tamanha a força do chute, também tem no currículo a troca de camisas entre rivais. Carioca, Nelinho chegou ao Cruzeiro nos anos 70 e esteve no memorável time celeste campeão da Copa Libertadores de 1976. Entre uma Copa do Mundo e outra pela Seleção, passou a defender o Galo, pelo qual levantou seis canecos mineiros – todos contra o Cruzeiro.

Zagueiros: Mauro Galvão e Edinho Baiano

Gaúcho normalmente é Inter ou Grêmio; Mauro Galvão foi os dois

Revelado pelo Inter, foi campeão brasileiro invicto com apenas 18 anos em 1979, além de ganhar um tetracampeonato gaúcho. Chamou a atenção o suficiente para defender a Seleção Brasileira nas Olimpíadas de 1984 e Copa 1986. Natural de Porto Alegre, resolveu tentar a vida no Rio de Janeiro, onde defendeu Bangu, Botafogo e Vasco. Rodou também pela Suíça até virar a casaca: em 1996, voltou ao Rio Grande, agora para defender o Grêmio. O rival do time que o revelou é também – segundo atribuem – o time de infância de Galvão, que conseguiu ser campeão brasileiro e da Copa do Brasil pelo Tricolor.

Edinho Baiano: "poligâmico" e multicampeão

Edinho Baiano não chegou à Seleção, mas fez parte do supertime do Palmeiras-Parmalat nos anos 90. Deixou a capital paulista para encontrar seu grande amor: o Paraná. Não o Paraná Clube somente, mas todos os times de Curitiba. Edinho Foi tetracampeão paranaense pelo Tricolor, quando fez a primeira troca: deixou o Paraná e foi para a Baixada. Pelo Furacão, foi campeão estadual em 1998, acabando com um jejum de 8 anos. Foi para o Japão, faturar alguns dólares, mas a saudade dos paranaenses apertou e voltou para o Coritiba, em 2002, por quem foi campeão paranaense no ano seguinte. Pra não desagradar ninguém, ainda defendeu o Londrina – mas não levantou taça pelo Tubarão.

Lateral-esquerdo: Roberto Carlos

Um santista bem palmeirense que gosta do Corinthians

Dizem que o time de infância dele era o Santos. Mas depois de aparecer bem no União São João, o lateral Roberto Carlos (lembre-se do sotaque da bela italiana do comercial nos anos 90…) foi ser palmeirense. Viveu tempos áureos no clube, com um bicampeonato brasileiro e outro paulista. Rodou o Mundo, entre Internazionale, Real Madrid e Fenerbahçe e voltou para fazer parte da retomada corintiana. O projeto de internacionalização Timão, com ele e Ronaldo, fez alguns palmeirenses torcerem o nariz, enquanto era bem recebido no Corinthians. No final, após a eliminação na Libertadores 2011, acabou deixando o clube depois de supostas ameaças de torcedores.

Volante: Tinga

"Tinga, teu povo te ama!" - mas qual deles?

Apelidado Tinga por ser do Bairro Restinga, em Porto Alegre, Paulo Cesar Fonseca do Nascimento já ouviu até cantarem samba-enredo para ele nos estádios gaúchos. Mas é mais um na lista dos “traíras”. Começou no Grêmio em 1997 e conquistou duas Copas do Brasil (97/01) até deixar o Brasil para defender o Sporting de Portugal. Ao voltar, deixou o Tricolor de lado e foi ser Colorado – muitos dizem que é seu clube de infância – ganhando o título da Libertadores 2006 pelo Inter. Poderia ter ganho também um Brasileirão, mas parou num erro do árbitro Márcio Rezende de Freitas, que não deu um pênalti claríssimo em cima dele em um jogo decisivo com o Corinthians.

Meias: Paulo Henrique Ganso e Carlinhos Bala

Ganso é Paulo e São Paulo, mas têm outros santos na parada

PH Ganso era o grande amigo de Neymar. Juntos, aprontavam nos gramados do Brasil numa lua-de-mel que parecia não ter fim. Foram campeões da Libertadores 2011, Copa do Brasil 2010, Tri Paulista… quem poderia imaginar que esse triangulo amoroso iria acabar em rivalidade? Pois Ganso se machucou e passou apenas a ver o antigo parceiro brilhar. Se continuaram amigos fora de campo, dentro dele, Ganso optou por sair da sombra de Neymar e foi para o São Paulo. No primeiro encontro, ganhou moedas e aumentou sua coleção de palavrões. Mas, passado um tempo, já até tem título pelo Tricolor: a Copa Sul-Americana 2012.

Um Don Juan da bola

Carlinhos Bala começou (e terminou) sua odisséia pelos três grandes de Pernambuco no Santa Cruz, em 1999. Embora ainda esteja em atividade, o Don Juan do Recife futebolístico não deve voltar a vestir nenhuma das três camisas que usou, beijou e deixou boas lembranças e muitas polêmicas. Quatro vezes campeão pernambucano (2 pelo Santa, 2 pelo Sport), rodou pelo Recife todo entre algumas saídas. A de maior destaque, no Cruzeiro em 2006. Anote bem a trajetória de Bala no Recife: começou no Santa, foi emprestado ao Náutico, voltou ao Santa, saiu de Recife, voltou para o Sport, foi para o Náutico em seguida, saiu de Recife, voltou ao Sport, deixou a cidade novamente e voltou para o Santa Cruz. Ufa!

Atacantes: Reinaldo, Tuta e Emerson Sheik

"Foi só um lance... não teve amor...", dizem depois do flagrante

Haverá quem considere injustiça colocar o Rei Reinaldo na lista dos “traíras”. Mas serão os mesmos que jamais vestiram a camisa do Cruzeiro, como a foto acima mostra. Reinaldo é quase Deus no Galo, sendo o maior artilheiro da história do clube, com 255 gols (contando só o profissional). Foi sete vezes campeão mineiro e duas vezes vice-brasileiro. Saiu do Galo para rápidas passagens por Palmeiras e Rio Negro. Até que retornou à Minas… defender o Cruzeiro. Foram apenas dois jogos e nenhum gol – já estava machucado seriamente, o que abreviou a carreira dele aos 31 anos. Reinaldo estava sem clube e contou em entrevista no ano passado que “foi uma honra e um desafio”, lamentando apenas não estar em melhores condições na época. 

Tuta alegrou e calou atleticanos e coxas-brancas

Tuta defendeu 22 clubes em sua carreira com 18 títulos, mas foi em Curitiba que virou referência e até propaganda. Campeão paranaense em 1998 contra o Coritiba, encerrando um jejum do Atlético desde 1990, com direito a artilharia do campeonato, Tuta caiu nas graças dos atleticanos e foi para o Venezia, da Itália. Lá, viveu uma história incomum, ao fazer um gol em uma partida contra o Bari, quando foi repreendido pelos próprios colegas, que possivelmente tinham outros interesses. Girou por Vitória, Flamengo, Palmeiras e Coréia até voltar à Curitiba. Foi campeão paranaense novamente, desta vez em papéis inversos: pelo Coxa contra o Furacão. Num jogo de superação, o Coritiba segurou o poderoso Atlético de Jadson, Washington e Dagoberto com um 3-3, com dois gols dele. Na comemoração, fez o gesto acima, que ganhou outdoors na cidade em campanha de marketing do Coxa.

Sheik pode até amar o Fla, mas curtiu legal com o Flu

Emerson Sheik é Flamengo declarado, mas isso não o impediu de pular a cerca e ganhar o Brasileirão pelo Fluminense. Campeão Brasileiro pelo Rubro-Negro em 2009, ficou pouco tempo no clube de infância, por questões financeiras. Depois de uma rápida volta ao Catar (a origem do apelido), em 2010 passou a defender o Fluminense. Foi dele o gol do título brasileiro e a lua-de-mel com os tricolores era infindável. Mas acabou na Libertadores 2011, quando foi flagrado cantando uma música da torcida do Fla no ônibus do Flu, a caminho do jogo com o Argentinos Jrs. Dispensado, foi acolhido no Corinthians – que preferiu nem saber do passado dele no São Paulo, onde começou a carreira…

Faltou alguém? Indique nos comentários abaixo!

Siga Napoleão de Almeida no Twitter: @napoalmeida

Gostou do blog? Curta a FanPage no Facebook!

Gols: resumo da rodada européia de 06 a 17/01

Os campeonatos estaduais ainda não começaram no Brasil, mas na Europa a bola quase não parou de rolar. E no início do ano, dois grandes clássicos e jogos emocionantes, que tive oportunidade de transmitir pelo Terra.

Veja os gols de jogos como Juventus x Milan e Benfica x Porto clicando nas imagens abaixo:

Campeonato Português

06/01 – Estoril 1-3 Benfica

Clique nas imagens para conferir os lances!

O Benfica visitou o Estoril e venceu com facilidade na véspera do clássico com o Porto. Em campo, muitos brasileiros, incluindo o ex-atleticano Evandro (pelo Estoril), o ex-coxa Artur e o ex-paranista Lima, que marcou um dos gols dos encarnados.

13/01 – Benfica 2-2 Porto

Clique na imagem e veja os gols!

Um dos grandes jogos da temporada – ainda que, para nós, brasileiros, ela só esteja começando. Encarnados e Dragões fizeram 16 minutos de cinema no Estádio da Luz, num início de partida avassalador. Depois, muita tensão e chances desperdiçadas entre as equipes que disputam gol a gol a liderança do Português. Assista que vale a pena!

Copa da Itália

09/01 – Juventus 2-1 Milan

Clique na imagem para ver os gols!

Um dos maiores clássicos do futebol mundial, que valia vaga nas semifinais, em partida única. Todos os ingredientes para um grande jogo. E não deu outra: muita emoção e vaga decidida só na prorrogação, com direito a virada.

16/01 – Fiorentina 0-1 Roma

Clique para ver os melhores momentos do jogo!

Um jogo eletrizante, do início ao fim, valendo vaga nas semifinais da Copa da Itália. Fiorentina e Roma mereciam, pelo esforço e raça demonstradas, classificarem-se juntas. Mas como só um passa, melhor para a Roma, que venceu apenas na prorrogação, para azar do ex-goleiro da Seleção e do Atlético, Neto.

O Terra tem transmitido, ao vivo e de graça para todo o Brasil, os seguintes campeonatos: Alemão, Português, Russo, Ucraniano, Grego e ainda a Copa da Itália e a Liga Europa. Acompanhe conosco!

Gols pela Europa: veja e não fique sem futebol nas férias!

Muita gente reclamando que está sem ver futebol nas férias do futebol brasileiro. Pois na Europa a bola segue rolando (ok, é a última semana, mas ainda tem). Terça e quarta, tem Coppa Itália no Terra, ao vivo e grátis. Estarei em Napoli x Bologna, quarta (19), às 18h.

Até lá, você pode curtir alguns gols dos jogos que o Terra transmitiu nos campos da Europa nos últimos dias. Basta clicar nas imagens!

Liga Europa

A fase de grupos se encerrou, na quinta (20), ao vivo no Terra, teremos o sorteio dos confrontos eliminatórios entre as 32 equipes (24 da Liga + 8 da UCL) que vão no mata-mata em ida e volta até a decisão, em jogo único, em Amsterdã, na Holanda, em maio de 2013.

22/11 – Rubin Kazan 3-0 Internazionale

O venezuelano Rondón foi o destaque do Rubin Kazan que detonou a Inter, 3-0, e ficou com a liderança do Grupo H, jogando a equipe italiana para o pote dos segundos colocados no sorteio, podendo encarar os melhores times da Liga Europa e da UCL, já no mata-mata.

22/11 – Olympique 0-1 Fenerbahçe

Gol de bicicleta é sempre bom de ver. Este foi Bekir Irtegun, para o Fener, dando a liderança do Grupo C e uma das melhores campanhas da fase de grupos ao time turco.

06/12 – Napoli 1-3 PSV

Já eliminado, o PSV aprontou pra cima do Napoli na Itália. De virada, um 1-3 com autoridade, deixando os torcedores holandeses com a sensação de que o time poderia ter avançado na Liga Europa.

06/12 – Maribor 1-4 Lazio

Floccari marcou um golaço na goleada da Lazio sobre o Maribor pelo Grupo J, depois de passar por 3 jogadores, batendo no ângulo. Vale a clicada!

Bundesliga – Campeonato Alemão

24/11 – Bayern 5-0 Hannover

Mais um de bicicleta, este de Javi Martinez, em mais uma goleada do Bayern München, esta sobre o Hannover 96. Os Bávaros sobram na Bundesliga e foram os campeões de inverno (1o turno).

01/12 – Schalke 1-1 Borussia Monchengladbach

Igor de Camargo é o camisa 10 do Borussia Monchengladbach, brasileiro naturalizado belga que marcou no empate fora de casa contra o Schalke 04. Um dos maus resultados dos Royal Blues no final do primeiro turno alemão.

02/12 – Wolfsburg 1-1 Hamburgo

O ex-santista Diego é o líder da reação do Wolfsburg no Campeonato Alemão. A equipe estava ameaçada de rebaixamento, mas já abriu 7 pontos da ZR. Contra o Hamburgo, porém, ficou apenas no 1-1.

08/12 – Augsburg 0-2 Bayern

Se esperava uma goleada bávara no encontro entre o líder disparado Bayern e o vice-lanterna Augsburg. Mas não foi bem assim. Com dificuldades e contando com um gol de Mário Gomez, que saiu do banco e marcou no 1o lance que participou, o Bayern ficou nos módicos 2-0, fora de casa.

09/12 – Hannover 3-2 Bayer Leverkusen

Na perseguição ao líder Bayern, o vice-líder Bayer Leverkusen precisava vencer o Hannover fora de casa. Até saiu na frente, mas não sustentou a vitória. No vídeo, apenas o primeiro gol do jogo.

15/12 – Schalke 1-3 Freiburg

Em casa, o Schalke 04 completou a sexta partida sem vencer, com 4 derrotas. Pior para o técnico Huub Stevens, demitido; melhor para o Freiburg, que entrou na área de classificação para a Liga Europa.

Coppa Itália

11/12 – Roma 3-0 Atalanta

Novidade nas transmissões do Terra, a Coppa Italia – ou Copa da Itália – chegou a fase de oitavas de final com duelos únicos. E a Roma, maior campeã do torneio, despachou a Atalanta do goleiro Consigli, que falhou feio em duas oportunidades. Assista!

Campeonato Português

10/12 – Sporting 1-3 Benfica

No clássico lisboeta, o Sporting até saiu na frente, mas viu o paraguaio Oscar Cardozo brilhar e deixar o Benfica na liderança. De quebra, os Encarnados afundaram o rival, que está só 2 pontos acima da zona de rebaixamento.

Campeonato Ucraniano

23/11 – Chornomorets 2-0 Kryvbas

Sim, eu tive o privilégio de narrar Chornomorets x Kryvbas. Vale a clicada.

Campeonato Russo

30/11 – Spartak Moscow 2-4 Zenit

Hulk, com uma patada de fora da área, abriu o placar no clássico russo, vencido pelo Zenit na casa do Spartak. A competição volta somente em março, em função da neve e do frio na região.

Liga Europa: vem aí a fase final

Acabou a fase de grupos da Liga Europa! E o Terra exibiu todos os 144 jogos que definiram os 24 classificados em 12 grupos. A partir de agora, a competição entra em fase eliminatória, com as 32 equipes jogando em ida e volta até restarem dois para a decisão, dia 15 de maio de 2013, em Amsterdã, na Holanda.

Pera lá, eu disse 24 classificados e 32 equipes? Tá errado isso, não? Não. A Liga Europa ganha agora a participação dos 3os colocados da fase de grupos da Champions League, fortalecendo ainda mais a segunda principal competição de clubes do Mundo – números destacados em estudo da Pluri Consultoria, que você pode conferir aqui (a Libertadores, apesar da paixão, é apenas a 16a colocada no ranking). Entre eles, o atual campeão europeu, o Chelsea.

O sorteio, que terá transmissão do Terra no dia 20, definirá os 16 jogos. Os primeiros colocados na fase de grupos mais os 4 melhores terceiros da UCL ficarão em um pote; os segundos e os 4 restantes da UCL, em outro. Na definição dos jogos, por sorteio, duas restrições: não pode haver confrontos entre equipes do mesmo país, nem do mesmo grupo, ao menos nessa fase de 1/16 avos de final.

Eis os potes:

Pote 1: Liverpool, Viktoria Pilsen-RCH, Fenerbahçe, Bordeaux, Steaua Bucaresti-ROM, Dnipro-UCR, Genk-BEL, Rubin Kazan-RUS, Lyon, Lazio, Metalist-UCR, Hannover 96, Cluj-ROM, Chelsea, Olympiakos e Benfica.

Pote 2: Anzhi-RUS, Atlético de Madrid, Borussia Monchengladbach, Newcastle, Sttutgart, Napoli, Basel-SUI, Internazionale, Sparta Praga-RCH, Tottenham, Bayer Leverkusen, Levante-ESP, Dínamo Kiev, Zenit-RUS, Ajax e BATE Borisov-BLR.

Os clubes estão relacionados na ordem dos grupos da Liga Europa, com os remanescentes da UCL por último. Assim, você mesmo pode imaginar os possíveis confrontos, com a ressalva acima.

Grandes camisas e boas surpresas em campo. O melhor time da primeira fase da Liga Europa foi o francês Lyon, com 16 dos 18 pontos possíveis; da UCL, além do atual campeão Chelsea, o surpreendente Cluj também foi eliminado com 10 pontos – 2 a mais que o Milan, que seguiu na Champions, por exemplo. O atual campeão da Liga, Atlético de Madrid (foto), os fortes e tradicionais Liverpool, Tottenham, Napoli, Ajax, Benfica e Internazionale e os bons Zenit, Anzhi, Dnipro, Fenerbahçe e Bayer Leverkusen fecham o grupo dos que podem conquistar o título.

O Terra transmitirá todos dos jogos até a decisão, ao vivo pela internet. E o que é melhor, de graça. Acompanhe!

Liga Europa: prévia da 5a rodada

Mais uma rodada de Liga Europa pra você assistir ao vivo e de graça pelo Terra! É a 5a da fase de grupos e muitas definições devem acontecer. Alguns classificados estão definidos e duelam por melhor posição. Outros ainda sonham em estar entre as 32 equipes que receberão os terceiros melhores colocados da Champions League. Atlético de Madrid, Liverpool, Napoli e Internazionale, entre outros, podem receber a companhia de Chelsea, Ajax ou Manchester City e Zenit, por exemplo.

Abaixo, o preview dos jogos que transmitirei nesta quinta!

14h – Rubin Kazan x Internazionale – Estádio Central, Kazan, Russia

Em Milão, o Rubin Kazan surpreendeu e segurou a Inter (Foto: blog Inter Brasil)

Jogo que vale a liderança do Grupo H. Ambos os times têm 10 pontos e estão classificados. A Inter viajou 2993 km para chegar até Kazan, capital da República do Tartaristão, estado russo, para encarar pela 4a vez na história o Rubin. Nos confrontos anteriores, uma vitória interista (2-0, pela Champions League de 2009) e dois empates, o último em 2-2 no Giuzeppe Meazza, na primeira rodada desta competição.

A Inter, que tem usado times mistos nesta fase da Liga Europa, aposta na dupla sul-americana Guarín (Colômbia) e Palácio (Argentina), que juntos já marcaram 7 gols nesta competição. Vice-líder do Italiano, 4 pontos atrás da Juventus, a Inter pode passar a priorizar a Liga Europa a partir da fase de mata-mata. Na história, é a maior campeã do torneio (ao lado de Juve e Liverpool) com três conquistas. Os brasileiros Juan (ex-Inter-RS) e Jonathan (ex-Cruzeiro) têm sido titulares; o também brasileiro Philippe Coutinho, ex-Vasco, pode aparecer nessa partida.

O Rubin Kazan, 4o colocado no Campeonato Russo, vê na Liga Europa uma chance de internacionalizar sua marca. Recebe a Inter no Estádio Central com expectativa de lotação (28.500 lugares) para ficar com o primeiro lugar no grupo. Por isso o técnico Kurban Berdyev deve escalar o que tem de melhor, com destaque para o meia russo Aleksandr Ryazantsev, com 2 gols no torneio. Carlos Eduardo, ex-Grêmio, é o brasileiro no elenco russo.

17h05 – Olympique Marseille x Fenerbahçe – Estádio Velodrome, Marselha, França

Jogo de ida em Istambul (2-2) marcou a despedida de Alex no Fener

Classificado, o Fenerbahçe encarou os 1957 km de Istambul até Marselha para pegar um time que precisa da vitória a qualquer custo. O Olympique é o terceiro colocado no Grupo C, com 5 pontos, metade do que tem o Fener. A pontuação é a mesma do alemão Borussia Monchengladbach, que encara o Limassol dentro de casa na mesma rodada. Os concorrentes não se enfrentam mais – OM e M’Bach ficaram no 2-2 na França na última rodada, enquanto que os alemães venceram por 2-0 no jogo de ida.

Por isso, para o Olympique do técnico Élie Baup, só a vitória interessa. Com 6 gols na temporada, o atacante ganês Jordan Ayew, filho do ídolo do clube Adebi Pelé, comanda o ataque marselhês. Lucas Mendes, ex-Coritiba, é o brasileiro do elenco. Ele disputou três dos quatro jogos do OM na Liga Europa depois de ter se recuperado de uma lesão e vem se firmando como titular.

Lucas deixou o Coxa e não jogou em Istambul no jogo de ida, que marcou a despedida de um atual coxa-branca do Fener: Alex. Ídolo na Turquia, Alex marcou o segundo gol sobre o OM, quando o Fener abria 2-0 em casa. Foi substituído em seguida pelo técnico Aykut Kocaman, o que deu início a uma briga que resultou na rescisão do contrato do meia, que acabou retornando ao Coritiba, clube que o revelou. Naquela partida, sem Alex, o Fenerbahçe caiu de produção e cedeu o empate. Mas depois, sem Alex, o Fenerbahçe, que ainda tem o brasileiro Cristian (ex-Atlético e Corinthians), venceu seus 3 jogos: 4-2 no M’Bach e 1-0/2-0 sobre o Limassol.

Gols: resumo da rodada européia de 12 a 17/11

Confira os gols da semana nos jogos que transmiti pelo portal Terra, pelo Campeonato Russo e pela Bundesliga. Basta clicar na imagem e curtir!

17/11 – Borussia Dortmund 3-1 Greuther Furth

O Dortmund continua perseguindo o Bayern no Campeonato Alemão. Desta vez superou o Greuther Furth em casa, com direito a uma pintura de Mário Gotze, que deixou goleiro e zagueiro no chão antes de concluir. Clique para ver!

17/11 – Dínamo Moscou 1-0 Zenit

Jogo interrompido aos 38 do primeiro tempo após a torcida do Zenit acertar um rojão no goleiro do Dínamo, dono da casa. A cena vale a clicada. O Dínamo vencia por 1-0 e a Federação Russa ainda não decidiu se irá cancelar o resultado e remarcar o jogo, oficializar o 1-0 como placar final ou reiniciar a partida, tampouco se vai punir o Zenit, que ameaçou deixar a competição se isso acontecer.

 

 

Gols: resumo da rodada européia de 08 a 11/11

Muitos – e belos – gols nos jogos da Liga Europa e do Campeonato Português, que o Terra transmitiu no último final de semana. Clique nas imagens para ver como foram os jogos:

08/11 – Liga Europa: Napoli 4-2 Dnipro

Um grande jogo no estádio San Paolo, em Nápoles. O então invicto e 100% Dnipro chegou a virar o jogo contra os italianos, mas não contavam com um dia tão inspirado de Cavani, que marcou 4 gols e garantiu a vitória napolitana.

08/11 – Liga Europa: Partizan 1-3 Internazionale

Em Belgrado, na Sérvia, a Inter usou um mistão e bateu o Partizan por 3-1. O placar, no entanto, não mostra o que foi o jogo: o time da casa não teve melhor sorte porque parou no goleiro interista Handanovic.

09/11 – Campeonato Português: Gil Vicente 1-0 Paços de Ferreira

Pelo Campeonato Português, Gil Vicente e Paços de Ferreira abriram a 9a rodada em duelo no meio da tabela. Melhor para os visitantes, invictos fora de casa há seis meses, e que se projetaram como aspirantes a uma vaga na Liga Europa 2013/14.

10/11 – Campeonato Português: Porto 2-1 Académica

Porto e Benfica continuam a briga pelo título rodada a rodada. Para o Dragão, o desafio foi contra a Académica de Coimbra, jogando em casa. Com golaço do colombiano James Rodriguez e falha do brasileiro Helton, ex-Vasco, o jogo foi movimentado e terminou sendo mais complicado do que se esperava para o time da casa.


Liga Europa: prévia da 4a rodada

Os estádios San Paolo e Partizana serão dois dos 24 palcos da 4a rodada da Liga Europa, que terá várias definições na fase de grupos nesta rodada. O Terra transmitirá os 24 jogos ao vivo nesta quinta-feira. Eu estarei em dois duelos, vamos a prévia deles:

16h – Napoli x Dnipro – Estádio San Paolo, Napoles, Itália

Precisando da vitória para seguir na competição, o Napoli recebe o Dnipro, da Ucrânia, no San Paolo, na Itália, em jogo do Grupo F da Liga Europa. Com três pontos em três jogos, a tarefa do time que venceu a competição em 1988/89, com Diego Maradona e Careca em campo, não será nada fácil. Do outro lado estará o Dnipro, uma das únicas equipes com 100% de aproveitamento na Liga Europa, ao lado de Atlético de Madrid e Lyon.

O técnico Walter Mazzarri continua apostando na dupla Cavani e Vargas no comando de ataque napolitano. Vargas, com 3 gols, é o artilheiro da fase de grupos da Liga Europa. Terceiro colocado no Campeonato Italiano, com 23 pontos em 11 jogos, o clube de Nápoles vem de boas campanhas ano a ano desde que voltou à Série A Italiana após ter falido e até trocado de nome. Já são 15 jogos invicto em casa em competições européias (perdeu a última em casa em 07/12/94, 0-1 para o Eintracht Frankfurt-ALE). Para manter a escrita e seguir vivo na competição, conta com o experiente goleiro De Sanctis, bicampeão da Liga Europa entre 2005 e 2007 pelo Sevilla, que comanda a defesa com Paolo Canavarro – irmão do capitão do tetra mundial italiano, Fábio – e tem no elenco o brasileiro Bruno Uvini, 21, ex-São Paulo FC, que ainda não jogou na Liga Europa.

Brasileiros são a arma do Dnipro, que vê na Liga Europa a grande chance de conquista na temporada – no Ucraniano, está  na vice-liderança, 12 pontos atrás do Shakhtar Donetsk. Giuliano, ex-Paraná e Inter, e Matheus, que no Brasil defendeu apenas o Itabaina-SE, mas teve destaque no Braga, de Portugal, comandam a equipe. Além deles, o zagueiro croata Mandziuk, o meia ucraniano Konoplyanka e o também ucraniano Seleznyov compõe a força de um time que sonha em vencer sua primeira competição justamente em âmbito europeu.

Na rodada passada, em Dnipropetrovsk, o time da casa fez 3-1 no Napoli, com direito a um gol de Matheus e outro de Giuliano. O jogo agora será no San Paolo, que recebeu a histórica semifinal da Copa 1990, quando a Argentina de Goycochea parou a Itália nos pênaltis.

18h05 – Partizan x Inter – Estádio Partizana, Belgrado, Sérvia

Virtualmente classificada para a próxima fase, a Internazionale vai à Sérvia pegar o tradicional Partizan Belgrado pela segunda vez consecutiva. Na rodada passada, em Milão, venceu por 1-0 com dificuldades, mas o suficiente para dividir a liderança do Grupo H com o Rubin Kazan da Russia – perde apenas nos critérios.

Vice-líder do Italiano com um ponto a menos que a Juventus (27 a 28), a Inter, maior campeã da história da Liga Europa com três conquistas (Juve e Liverpool também tem três), jamais perdeu para o Partizan. Na história, são 4 vitórias e um empate. Jogando em Belgrado, venceu uma e empatou outra em jogos anteriores. Um dos confrontos mais importantes foi em 1963/64 pela Champions League, nas quartas de final. A Inter venceu em Belgrado por 2-0, gols dos brasileiros Jair e Mazzola, e, somando o resultado de ida (2-1) avançou até fazer a decisão com o Real Madrid, quando venceu e ficou com o título.

Nesta temporada, são três brasileiros no elenco nerazzurri. O mais conhecido é o ex-vascaíno Phillipe Coutinho, que foi titular em todos os jogos da Liga Europa até aqui, inclusive marcando um gol contra o Néftçi, do Azerbaijão. Juan Jesus, ex-Internacional, e Jonathan, ex-Cruzeiro, ambos zagueiros, fecham a lista verde-e-amarela. O técnico Andrea Stramaccioni está remontando um time que chegou ao ápice com o título Mundial em 2010, junto com um pentacampeonato italiano. o zagueiro argentino Javier Zanetti e os meias Wesley Sneidjer (Holanda) e Esteban Cambiasso (Argentina) são os destaques. Sneidjer ainda não atuou na Liga Europa, competição na qual Stramaccioni tem mexido muito nos 11 iniciais.

O Partizan chega para o jogo depois de vender caro a derrota em Milão, quando sofreu o gol da derrota aos 43 do segundo tempo. Líder do Campeonato Sérvio, com 5 pontos a mais que o Crvena, a equipe de Belgrado precisa vencer se quiser sonhar em estar na próxima fase. Vice-campeã da UCL em 1966, o Partizan sofreu com as diversas fragmentações de seu pais; era Yugoslávia, virou Sérvia e Montenegro e passou a ser apenas Sérvia. No banco, um ex-jogador, identificado com o clube: Vladmir Vermezovic. Ele comanda uma equipe que ainda não marcou nenhum gol na Liga Europa, tendo perdido seus três jogos por 1-0.

O Terra inicia as transmissões dos 24 jogos às 14h, ao vivo e em alta definição. Conecte-se com a gente!

Gols: resumo da rodada européia de 30/10 a 04/11

O feriado de finados foi repleto de futebol ao vivo no Terra. De terça (30) a domingo (04) muitos jogos e muitos – belos – gols nos 9 campeonatos que o Terra apresenta.

Clique nas imagens para ver os gols e melhores momentos nos jogos que tive a oportunidade de transmitir.

30/10 – Campeonato Belga

Anderlecht 5-0 Gent

O Anderlecht mostrou porque briga pela ponta da tabela enquanto o Gent não está sequer no grupo dos seis melhores do Campeonato Belga, que se classificam para a fase final. A goleada por 5-0 ainda saiu barata…

02/11 – Campeonato Português

Porto 5-0 Marítimo

Na sexta, o Porto ignorou o Marítimo e assumiu a ponta do Português, passando o Benfica – que jogaria no sábado – em pontos e no saldo de gols. O destaque foi o colombiano Jackson Martinez, em mais uma atuação para fazer a torcida do Dragão esquecer o brasileiro Hulk.

03/11 – Campeonato Ucraniano

Shakhtar 2-0 Metalurg Zaporizhya

Duelo entre o líder disparado do ucraniano, 100% de aproveitamento, e o lanterna, que em 13 jogos ainda não havia vencido nenhuma. E seguiu assim após o 14o, mas quem esperava um massacre do Shakhtar sobre o Zaporizhya, viu um placar apertado, com direito a golaço de bicicleta do brasileiro Luís Adriano. Fico devendo o 1o gol do jogo.

03/11 – Campeonato Português

Benfica 3-0 Vitória de Guimarães

O Benfica entrou em campo precisando fazer 4-0 para retomar, incluindo os critérios, a liderança que o Porto lhe tomou na sexta. Não conseguiu, mas venceu com autoridade e ao menos tem o mesmo número de pontos. O campeonato se encaminha para uma decisão Porto-Benfica, com o primeiro jogo em 13/01/2013.

04/11 – Campeonato Alemão

Bayer Leverkusen 3-2 Fortuna Dusseldörf

Clássico regional após 16 anos na 1.Bundesliga, em Leverkusen. O Fortuna, da cidade de Dusseldorf, 32 km distante de Leverkusen, visitou o Bayer em inferioridade na tabela. E vendeu caro a derrota, em mais um grande jogo no Campeonato Alemão.

04/11 – Campeonato Grego

Panathinaikos 1-0 AEK Athens

Outro clássico, desta vez em Atenas. O Panathinaikos aproveitou a má fase do AEK, lanterna do campeonato, e venceu em jogo para torcida única no Estádio Olímpico.