O último jogo de Bellini

Conta o amigo Jogger Kaminski:

Atletiba, o último jogo de Bellini.

Fez sua última partida em 20 de Julho de 1969 em um clássico Atletiba no velho Joaquim Américo, na mesma data em que o homem pisou na Lua pela primeira vez. O jogo ficou no 0x0 e o Coritiba já havia sido campeão antecipado. Encerrado o tempo regulamentar, 0x0, as duas equipes juntas aplaudiram o craque que, tirando a camisa mas conservando-a na mão, deu uma volta inteira no campo. Muitos viram as lágrimas fartas correrem-lhe pelo rosto, iguais às das duas torcidas que, gratas estavam por terem tido Bellini por dois anos no Paraná, aplaudindo, não tinham vergonha do pranto que choravam.

O livro “Futebol do Paraná, 100 anos de história”, de Heriberto Machado e Levi Mulford, completa: “Era a última vez que Bellini, bicampeão mundial de futebol, vestia a camisa Rubro-Negra. Depois de 2 anos defendendo o Atlético, o grande capitão despedia-se dos campos esportivos”. Bellini chegara ao Atlético em 1968, depois de uma revolução causada pelo então presidente Joffre Cabral, que levara ele e Djalma Santos, entre outros, para tentar acabar com um incômodo jejum de títulos desde 1958 – ano no qual Bellini imortalizou o gesto de levantar a taça, visto a partir dali em qualquer decisão, seja na Champions League, seja na pelada do bairro. A meta só seria atingida dois anos depois, em 1970, com Djalma Santos ainda jogando. Bicampeão, o Coritiba que enfrentou o Atlético de Bellini tinha Paulo Vecchio e Krüger.

Anúncios

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s