O Paraná contra o Mundo – jogos internacionais

Depois de um longo período, os clubes paranaenses voltam a disputar amistosos/torneios internacionais.

No sábado, o Coritiba recebe o Colón, da Argentina, para a reestreia de Alex; na semana que vem o Atlético embarca para a Espanha, para disputar a Copa Marbella 2013. Desde a participação do Atlético na Copa Sul-Americana em 2008, quando perdeu para o Chivas por 3-4 em Curitiba (depois de um 2-2 em Guadalajara), nenhum clube paranaense disputou outra partida internacional com uniforme completo. Amistosamente, a última participação paranaense aconteceu em 2002, com o Paraná em excursão à Ucrânia a última participação paranaense aconteceu com o Atlético, encarando o FC Dallas em 2009 (ver nota).

Por isso, o blog aproveita para apresentar os adversários da dupla Atletiba e mergulhar na história dos paranaenses no estrangeiro, contando um pouquinho do que cada clube já fez fora do Brasil ou contra adversários internacionais.

Coritiba x Colón, sábado 26/01

O amistoso da reestreia de Alex pelo Coxa será um Atletiba – e o adversário é rubro-negro. O Clube Atlético Colón, da cidade de Santa Fé, foi 10o colocado no último torneio apertura e tem como técnico um craque de três copas pela Argentina: Roberto Sensini, ex-zagueiro da Lazio, companheiro de Maradona nas Copas de 1900 e 94 – ainda disputou 1998. O Colón, com 107 anos (05/05/1905)  tem como títulos a segunda divisão argentina de 1965 e vários torneios santafezinos – regionais – quando rivaliza com o Unión de Santa Fé. Na elite, foi vice-campeão em 1997, perdendo a final para o River Plate. São 33 participações entre os principais clubes argentinos. Na Copa Sul-Americana do ano passado, foi eliminado pelo Cerro Porteño do Paraguai na segunda fase:

Atlético na Marbella Cup 2013 – de 04 a 10/02

Será a terceira edição da Marbella Cup, realizada no Marbella Football Centre, na Costa do Sol, Espanha, um pequeno refúgio do severo inverno europeu. Nas anteriores, conquistas para o Dnipro, da Ucrânia, e o Rubin Kazan, da Russia, times que vêm se destacando na Liga Europa.

Além do Atlético, os clubes mais conhecidos que estão envolvidos na disputa em 2013 são o Dínamo Bucarest, da Romênia, e o Dínamo Kiev, da Ucrânia. Com exceção do clube brasileiro, todos os demais são de países do leste europeu: Polônia, Geórgia, Ucrânia e Bulgária, além de três romenos. A tabela e o regulamento foram divulgados nesta terça (22/01). Mesmo perdendo alguma partida, os clubes seguem na competição – afinal, o objetivo é fazer uma pré-temporada, com três amistosos.

O primeiro adversário do Atlético será o Ludogoretz Razgrad, da Bulgária. Vencendo ou perdendo, pega o clube que estiver na mesma situação entre Dínamo de Kiev x Otelul Galati, da Romênia. Se vencer, será semifinal; se perder, será disputa pra ver se vai brigar pela 5a ou 7a colocação.

Veja o chaveamento completo: Grupo A: Dínamo Bucarest (Romênia) e Lech Poznan (Polônia) Grupo B: Kutaisi (Geórgia) x Rapid Bucrest (Romênia) Grupo C: Dínamo Kiev (Ucrânia) x Otelul Galati (Romênia) Grupo D: Ludogorets Razgrad (Bulgária) x Atlético

O Ludogorets é um clube de Razgrad, cidade de 50 mil habitantes na Bulgária. Foi fundado em 1945 e é o atual campeão búlgaro – sua maior conquista. Foi eliminado pelo Dínamo Zagreb, da Croácia, na fase de play-offs (a pré) da Champions League deste ano (veja abaixo). Tem quatro brasileiros no elenco, nenhum oriundo de grandes clubes do País: Juninho Quixadá, Choco (não é aquele que esteve na base da dupla), Júnior Caiçara e Marcelinho. Se o Coxa terá pela frente um rubro-negro, o Atlético não deixa por menos e encara um alviverde nesse amistoso.

Um pouquinho de história

Vasculhando pela internet e pelo livro “Futebol do Paraná, 100 anos de história” (de Heriberto Machado e Ivan Mulford), juntei alguns dados das participações amistosas dos paranaenses contra clubes estrangeiros.

O primeiro jogo internacional com um clube paranaense foi em 1941. O Coritiba recebeu o Gymnasia y Esgrima, da Argentina, e empatou em 2-2 e, 23/02.

A primeira excursão para fora do País foi do Atlético, com o Furacão de 1949:

O Furacão de 1949 foi o primeiro paranaense a excursionar fora do País

A viagem foi ao Paraguai. O desempenho não foi bom:

1-5 Olímpia, em 29/10/1949
2-6 Cerro Porteño, em 30/10 4-2
Sportivo Nacional, em  01/11

Em 1958, o desativado profissionalmente Guarani de Ponta Grossa recebeu o Gymnasia y Esgrima da Argentina e venceu por 4-2, em 09/02.

Em 1961 foi a vez do extinto Ferroviário visitar o Uruguai:
1-1 Central de Montevidéo, em 11/11

Em 1969, o Atlético saiu novamente ao Paraguai e o Coritiba deu um giro pela Europa.

Atlético:

0-0 Guarani, em 29/01

Coritiba:

1-1  Hamburgo-ALE, em 30/07
2-1 Colônia-ALE, em 06/08
0-1 Borussia Dortmund, em 08/08
1-5 Áustria Viena, em 12/08
1-1 Saint Etienne-FRA, em  15/08
2-2 Red Star-FRA, em 17/08
2-5 Lewski Sofia-BUL, em 19/08
0-0 Bordeaux-FRA, em 23/08
1-1 Feynoord-HOL, em 26/08
2-5 Anderlecht-BEL, em 28/08
1-2 Real Múrcia-ESP, em 01/09
5-2 Valencia-ESP, em 02/09

Em 1968, o Napoli da Itália visitou o Brasil e ficou no 0-0 com o Coritiba, no dia 02/06. No mesmo ano, o Atlético fez 4-2 e o Coritiba 1-0 na Seleção da Bulgária, também em Curitiba.

Em 1970, a dupla Atletiba recebeu o Sparta Praga, da República Tcheca (então Tchecoslováquia) para dois jogos:

Coritiba 0-0 Sparta, em 14/01
Atlético 0-0 Sparta, em 18/01

No mesmo ano, o Coxa voltou à Europa para mais uma excursão:

3-0 Angoulense-FRA, em 07/11
2-1 Angers-FRA, em 11/11
1-1 Nancy-FRA, em 13/11
1-1 Radniki-IUG*, em 17/11
2-2 Wojwodina-IUG, em 19/11
1-4 Rapid Bucarest-ROM, em 24/11
2-2 Argers-ROM, em 25/11
4-1 Seleção da Argélia, em 03/12
2-1 Deicart-ALG*, em 06/12
0-1 Sporting-POR, em 09/12

Ainda em 1970, o CSKA da Bulgária empatou com Grêmio Maringá e Coritiba, no mês de abril, jogando no Brasil. Os dois jogos ficaram no 0-0.

Em 1971, o Londrina visitou o Paraguai:

1-1 Olímpia, em 05/11

No mesmo ano, o Coxa recebeu duas visitas:

2-1 Seleção da França, em 18/01
3-0 Rapid-ROM, em 17/02

*IUG: Iugoslávia; ALG: Argélia

Fita Azul

O time do Coritiba homenageado com a Fita Azul

Ao contrário do que muitos imaginam, a Fita Azul não é um título de um torneio e sim uma homenagem que era dada pelo extinto jornal impresso A Gazeta Esportiva (hoje, só existente na internet), dando sequencia a uma ideia da CBD. Ganhava a Fita Azul os clubes que excursionassem ao exterior e retornassem invictos dos jogos.

Foram homenageados com a honraria: Portuguesa, Portuguesa Santista, Corinthians, Caxias-RS, Bangu-RJ, São Paulo, Santos, Santa Cruz e o Coritiba, que teve os seguintes jogos, em 1972:

1-1 Seleção da Turquia, em 14/06
2-0 Fenerbahçe, em 17/06
0-0 Portuguesa-SP, em 18/06
1-0 Moloudia-ALG, em 28/06
3-1 WRS-ALG, em 01/07
3-1 Sel. Olímpica do Marrocos, em 05/07

Além da viagem ao exterior, 1972 reservou dois amistosos internacionais para o Coxa em Curitiba:

2-0 Benfica, em 13/01
2-0 Seleção da Hungria, em 26/01

Ainda em 72, a extinta Ponta-grossense ficou no 1-1 com o Danúbio do Uruguai, em 04/07, em Ponta Grossa.

Em 1973, o Coritiba venceu a Seleção do Paraguai por 1-0, no dia 18/07, em Curitiba.

Torneio Atlântico-Sul

Em 1973 o Atlético disputou o Torneio Atlântico-Sul, contra Grêmio-RS, Avaí-SC, Peñarol e Nacional do Uruguai e o Boca Juniors, da Argentina. O Peñarol foi o campeão. Os jogos do Atlético:

1-2 Peñarol, em 25/01
2-1 Boca Juniors, em 29/01
2-2 Nacional, em 01/02
1-3 Grêmio, em 05/02

Em 1974, o extinto Colorado (hoje Paraná) deu um giro pela África. Em quase dois meses, fez 17 partidas, com 14 vitórias, 2 empates e 1 derrota. Entre os adversários, várias equipes já extintas e amadoras. Os mais conhecidos:

2-1 Seleção de Lesoto, em 21/04
1-1 Seleção de Lesoto, em 23/04
1-4 Fenerbahçe, em 29/05

Em 1982, o Grêmio Maringá foi à Argentina para 4 jogos, todos contra equipes amadoras da província de Chaco. Duas vitórias, 1 empate e 1 derrota.

O Atlético recebeu o Olímpia, do Paraguai:

2-1 Olímpia, em 21/11

Em 1983, o Coritiba disputou o Torneio Costa do Marfim, naquele país, e foi campeão. Os jogos:

2-0 Seleção da Bulgária, em 15/02
6-2 African Sport, em 17/02
1-1 Seleção da Bulgária, em 19/02

Também em 1983 o Matsubara foi até o Oriente Médio e enfrentou os (hoje) conhecidos Al Ahli (1-1) e Al Nassr (2-0), ambos da Arábia Saudita. Em sete jogos, 3 vitórias, 2 empates e 2 derrotas.

Em 1988, o Operário Ferroviário encarou a Seleção Argentina de Novos no Germano Kruger:

2-1, Argentina, em 12/07

Em 1989, o Coritiba bateu a Seleção do Japão por 1-0, em Curitiba.

Torneio de Winthertur

Entre 1992 e 1993, o Atlético visitou a Suíça e ficou com o bicampeonato do Torneio de Winthertur, uma competição de meio de temporada parecida com a que será disputada agora na Espanha. Na primeira edição os jogos foram os seguintes:

0-0 Servette-SUI, em 03/07
4-1 FC Brutissilen-SUI, em 05/07
2-2 Winthertur-SUI, em 08/07

Em 1992, o Atlético ainda fez um amistoso contra um time alemão amador chamado Insny, vencendo por 6-0. No ano seguinte, retornou a Winthertur e ainda fez amistosos na Alemanha (contra a equipe menos conhecida de Stuttgart) e Áustria, além de um jogo contra um combinado de Veneza, na Itália (3-3). Os jogos:

2-0 Sttutgarter Kickers-ALE, em 04/07
4-0 Winthertur-SUI, em 05/07
3-1 Altach-AUS, em 07/07
1-0 Wills-SUI, em 11/07
2-2 Schaffausen-SUI, em 12/07

Torneio na Costa Rica

Em 1994, o Paraná Clube disputou um torneio na Costa Rica. Foram três jogos e mais um amistoso:

1-2 Seleção da Liga Alajuelense, em 16/01
2-2 Deportivo Saprissa, em 18/01
1-1 Borussia Dortmund-ALE, em 20/01
2-1 Limonense, em 22/01

Ainda em 1994, um amistoso internacional mexeu com o Tricolor: a vitória por 2-0 sobre o La Coruña, da Espanha. Veja os gols abaixo:

Em 1996, o Atlético recebeu a Seleção da Ucrânia em uma partida recheada de gols. O jogo terminou 5-3 para o Furacão. A imagem abaixo é o verso do ingresso daquele jogo, realizado na Baixada reformada por José Carlos Farinhaqui:

Verso do ingresso do amistoso entre Atlético x Ucrânia

Em 1998, ainda sem saber que um dia dirigiria o Coritiba, o técnico René Simões levou a Seleção da Jamaica para um amistoso no Alto da Glória, vencido pelo Coxa. Os gols:

A Jamaica também enfrentaria – e perderia – para o extinto Ponta Grossa EC por 1-0, em 22/01, no Germano Kruger. A Seleção caribenha voltaria a Ponta Grossa 10 anos depois, para pegar o Fantasma:

Operário 1-1 Seleção da Jamaica, em 09/03/08

Em 1999, na inauguração da Arena da Baixada, o convidado foi o Cerro Porteño, do Paraguai. O Atlético venceu:

Em 2002 novamente o Paraná deixou o Brasil para três jogos na Ucrânia:

1-0 Halychyna, em 16/06
1-0 Sel. Sub-21 Ucrânia, em 19/06
2-0 Karpathy, em 22/06

No ano seguinte, o Atlético visitou os EUA e realizou um amistoso contra o mexicano Monterrey:

0-1 Monterrey, em 01/10

Desafio EUA-Brasil

Em 2007, o Atlético iniciou uma parceria com o FC Dallas, da MLS. Foram três anos disputando um torneio em partidas de ida e volta contra a equipe texana, com duas conquistas do Furacão e uma dos norte-americanos:

Atlético 3 x 1 Dallas, em 07/03/07
Dallas 0 x 1 Atlético, em 31/03/07

Atlético 0 x 2 FC Dallas, em 06/03/08
FC Dallas 2 x 1 Atlético, em 22/03/08

Atlético 4 x 3 FC Dallas, em 05/03/09
FC Dallas 1 x 0 Atlético, em 15/03/09

Nota: alertado pelos atentos leitores Ricardo Ferreira e Kike Cardoso, incluo os jogos do Atlético contra o FC Dallas – não confundir com a Dallas Cup, jogada por juniores, que tem no histórico duas conquistas do Furacão e uma do Coxa, atual campeão. Agradecimento especial ao historiador Ângelo De Col Defino pelos dados sobre os clubes de Ponta Grossa.

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s