Um sábado diferente*

Futebol Americano, coisa de brasileiro

Oito mil pessoas pagaram ingresso entre R$ 5 e R$ 10 para ver Coritiba Crocodilles 7-14 Fluminense Imperadores, final do Brasil Bowl, campeonato brasileiro de futebol americano. O Coxa perdeu o jogo, o Flu ficou com a taça, mas quem ganhou mesmo foi o esporte norte-americano.

Pela primeira vez em um grande estádio do país o Futebol Americano reuniu público superior a muitos de clubes das Séries A e B. Evidentemente, a sazonalidade ajudou, mas também provou-se que o esporte é viável, especialmente amparado pelas chancelas de Coritiba e Fluminense. Para se ter uma noção, além dos torcedores do Coxa, cerca de 500 torcedores do Fluminense se fizeram presentes no estádio.

Foi um sábado diferente, com jardas e quarterbacks, com touchdowns e wide receivers, num gramado acostumado a ver zagueiros e meio-campistas. No jogo, o Crocodilles fez o que pôde para superar o ótimo time carioca, reforçado por três norte-americanos semi-profissionais. Esteve perdendo, empatou, mas errou na saída de uma jogada e perdeu a taça. Mesmo assim, valeu a luta e também a bonita festa dos cariocas. Assim como em 2010, o Croco ficou com o vice Brasileiro. Claro que as gozações dos rivais atleticanos são válidas e deveriam inclusive ser motivo de impulso a parceria com um dos outros dois times da cidade, o Hurricanes e o Brown Spiders.

Cobrar resultados de um esporte que há cinco anos era praticado por seis ou sete abnegados e hoje já leva 8 mil pessoas a um estádio, é demais. Seria maldade condenar desempenho de um ou outro pela perda, assim como não enxergar que não houve perda e sim ganho e crescimento. O título é o de menos. Tão maldade quanto exigir desempenho é ligar a decisão festiva – e com bebida alcóolica sendo vendida, para deleite do torcedor consciente – ao fatídico encontro entre os dois times, no futebol, em 2009. Espero não ver esse tipo de comparação burra por aí.

* O título é referência ao filme “Um domingo qualquer”, sobre os bastidores do Futebol Americano nos EUA, onde o esporte é bem menos inocente do que aqui.

Um comentário sobre “Um sábado diferente*

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s